Leitores criticam reação de Robinho após suspensão de contrato com Santos

Caso do dinheiro na cueca do senador também continua rendendo comentários

Robinho
“Robinho se diz perseguido pela Globo como Bolsonaro e diz que vai marcar gol e homenagear presidente” (Painel, 16/10). É surpreendente a ignorância daqueles que conseguem pôr na mesma frase a defesa da violência (estupro, armas, ódio...) e o nome de um deus. Robinho e Bolsonaro se merecem, pois padecem da ignorância e da falta de humanidade.
André Barreto (Campinas, SP)

*

Deus no controle? Que hipócrita! Igual àquele outro cujo lema é Deus acima de tudo.
Augusto Jorge Pantoja da Silva (Belém, PA)

*

Carol Solberg gritar “fora, Bolsonaro”, não pode. Mas Robinho homenagear o Bolsonaro pode? Fora, Robinho! Fora, Bolsonaro!
Marluce Martins de Aguiar (Vitória, ES)

Caso da cueca
“Senadores pressionam Alcolumbre e tentam retardar caso de flagrado com dinheiro na cueca” (Poder, 16/10). Major Olímpio demonstrando quem realmente é: o cara foi pego com R$ 30 mil (parte entre as nádegas) e o major crítica o Supremo! É o fim do mundo.
Antenor Silva Neto (São Paulo, SP)

*

É uma vergonha esse Senado. Em vez de acelerar o caso Chico Rodrigues, fica de melindres com o STF. A nação quer saber se houve desvio de dinheiro —que não é de deles— para o bolso de pilantras. Ooops! Não foi bem para o bolso.
Marly Pigaiani Leite (Ubatuba, SP)

*

Foi pego em flagrante. Vergonhoso! Afastamento é pouco, deveria era já estar preso. O Supremo está certíssimo.
Lúcia Caetano (São Paulo, SP)

*

Estão querendo esconder o Chico Rodrigues na cueca do Senado.
Carlos de Avila Goulart (Arraial do Cabo, RJ)

Vacina
“Doria diz que vacina Coronavac será obrigatória em SP e que testes terminam no fim de semana” (Saúde, 17/10). Existindo comprovação da eficácia da Coronavac, o governo federal estará cometendo crime de lesa-pátria caso se negue a vacinar toda a população brasileira o mais rapidamente possível.
Euclides Sandoval (Atibaia, SP)

*

Acho um contrassenso João Doria obrigar a tomar a vacina contra o coronavírus. E o nosso livre-arbítrio? Fico do lado de Bolsonaro, que não quer nos obrigar a tomá-la.
Marcos Fernandes de Carvalho (São Paulo, SP)

Carimbadora
“Fama de ‘carimbadora’ de indicações persegue e irrita CCJ do Senado” (Poder, 17/10). As sabatinas no Senado lembram com muita fidelidade o humorístico Escolinha do Professor Raimundo.
Julio C.S. Barbosa (Castelo, ES)

*

Nem precisa fazer sabatina, todos já devem ter sido comprados pelo governo, como na votação da reforma da Previdência. Nomeia logo e pronto.
Otto Cabral Mendes Filho (Jaboatão dos Guararapes, PE)

Misoginia na pandemia
O excelente artigo “A misoginia como uma pandemia” (Ilustrada, 16/10) mostrou uma terrível realidade existente em nosso país. Sua autora, a colunista Djamila Ribeiro, elencou vários casos de violência dirigida às meninas e mulheres deste nosso país, que faz vistas grossas a tanta barbaridade. Já passa da hora de a sociedade brasileira encarar com seriedade essa perversa situação.
José Elias Aiex Neto (Foz do Iguaçu, PR)

Drogas
“O Supremo deveria descriminalizar o porte de drogas para uso pessoal?” (Tendências / Debates, 17/10). É preciso tratar das origens do proibicionismo; saber, por exemplo, em que momento histórico ele aparece e com que finalidade. Infelizmente, grande parte da sociedade reproduz argumentos que, além de não minorarem o problema, causam outros, como a prisão de milhares de jovens, geralmente negros e pobres. Algumas substâncias, como a Cannabis, são utilizadas há séculos pela humanidade e continuarão sendo. A quem serve proibir?
Luís Fedeli (São Paulo, SP)

Trump em Minas
Donald Trump humilha os latinos e negros, aceita naturalmente os assassinatos destes pela polícia, extingue os direitos sociais dos mais pobres... E vem um ex-brasileiro e faz uma asneira dessas (“Brasileiro que vive nos EUA paga outdoor pró-Trump em Governador Valadares”, Mundo, 17/10). Esse é o brasileiro camarão.
Joaquim Rocha (São Paulo, SP)

*

A pose de boy de quermesse do caipira aí supera qualquer coisa. Esse “zé ruela” deve ter pensado em chamar a atenção do jeca que está no Planalto ou dos filhos jequinhas, porque, para o Trump, vai ser inútil. Dificilmente ele conseguirá algum voto em Governador Valadares.
Emerson Papa (Americana, SP)

*

Tem uma turma de ex-brasileiros que é assim. O cara vive nos EUA há mais tempo do que viveu no Brasil, assimila o idioma, a cultura, os hábitos e o clima, passa a pensar como americano, mas não deixa de ficar enchendo o saco por aqui.
Marília Maia (Belo Horizonte, MG)

Outdoor faz campanha para Donald Trump na cidade de Governador Valadares, em Minas Gerais
Outdoor faz campanha para Donald Trump na cidade de Governador Valadares, em Minas Gerais - Sueli Siqueira/arquivo pessoal

Imposto
‘Enquanto não vierem com solução melhor, prefiro esse imposto de merda’, diz Guedes sobre nova CPMF” (Mercado, 16/10). Enquanto não lhe oferecerem solução melhor, Guedes continuará batendo nessa tecla, porque até hoje não demonstrou que tenha qualquer ideia que preste. Nem essa é dele; está copiando o que teve de pior em governos anteriores.
Delane José de Souza (Belo Horizonte, MG)

Universidades federais
Guedes quer apenas se livrar das universidades federais” (Fernando Haddad, Opinião, 17/10). Cada vez que leio algo escrito por Haddad me dói lembrar que o preterimos nas últimas eleições.
Mario Donizete Pelissaro (Atibaia, SP)

*

Sou contra livrar-se delas agora. Mas, na fecunda e infausta era do PT, pariram inúmeras universidades e as abandonaram no nascedouro. Poderiam ter mudado o Brasil, com milhões de jovens estudando. Mas preferiram dividir o pó de giz e a merenda escolar entre seus pares.
José Oliveira (Patos de Minas, MG)

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.