'Diego Maradona, gênio e humano, por isso mito e lenda'

'Descanse, D10s'

Maradona, D10S
Dois jogadores ganharam sozinhos uma Copa do Mundo: Mané Garrincha, em 1962, e Diego Maradona, em 1986. O ídolo argentino, um dos cinco maiores talentos da história do futebol, errou algumas vezes na vida pessoal e nos cuidados consigo mesmo, como todos erramos. Importa bem mais que viveu intensamente, alegrou o mundo todo e foi um amante dos direitos humanos.
César Caldas (Curitiba, PR)

Maradona ao marcar o gol tido como mais bonito das Copas, contra a Inglaterra, em 1986, no México - AFP


Maradona foi o único capaz de me fazer torcer pela seleção da Argentina. Assim como ele desejou que em sua lápide se ponha a inscrição "Gracias a la pelota", agradeço eternamente por sua genialidade. Descanse em paz, D10S.
Marcelo Silva Carvalho (Belo Horizonte, MG)

*

Gênio do futebol, a canhota mais habilidosa da história... Pena o talento ter sucumbido prematuramente ao uso de drogas. Não haverá outro igual no futebol argentino. Gênio e humano, por isso, mito e lenda da AFA.
José Walter Mota Matos (Pouso Alegre, MG)

*

Sempre que ouço o nome Diego Maradona me lembro dele cometendo, covardemente, a falta mais suja que presenciei em um jogo de futebol, que tirou o brasileiro Batista da Copa do Mundo de 1982. Desde então, nunca vi o truculento argentino como o gênio sensacional que metade da população mundial afirma que ele foi.
Regis Schwert (São Paulo, SP)

Argentina chora ao lado do estádio do Argentinos Junior's, time em que Maradona começou sua carreira - Ronald Schemidt/AFP


O único ídolo ao qual pedi um autógrafo na vida foi supersimpático e agradável. O melhor que vi jogar, sem dúvida. Teve uma vida atribulada, mas com a bola nos pés encontrava a paz.
Antonio Carlos dos Reis (São Paulo, SP)

*

Outro Mané, mas não no sentido pejorativo. Teve uma vida como a do nosso Mané, o Garrincha. A bebida e as drogas conseguiram escravizar duas das maiores personalidades do futebol mundial.
Rodrigo Aquino Figueiredo Figueiredo (Araçatuba, SP)

*

Fãs de Maradona na região do estádio Diego Armando Maradona, do clube Argentinos Juniors, em Buenos Aires - Reuters

Hoje ficamos triste com a partida de Diego Maradona! Sim, mesmo que nada dure para sempre, ficará a alegria que ele nos deu com seu futebol e o exemplo das lutas que teve contra este mundo ainda injusto.
Rogério Lustosa Bastos (Rio de Janeiro, RJ)


Moro
A coluna "Moro e a defesa de um corrupto", de Cristina Serra (Opinião, 24/11), reforça a imagem de Sergio Moro como um oportunista, capaz de alterar uma eleição presidencial, condenando o primeiro colocado nas pesquisas para eleger o segundo colocado à Presidência da República e por ele ser nomeado ministro. E reforça imagem de um paladino da justiça que se transforma em advogado da criminalidade.
Antônio Beethoven Cunha de Melo (São Paulo, SP)


Eleições
"Folha e UOL sabatinam Erundina às 10h desta quarta-feira; vice de Covas não quis participar" (Poder, 25/11). Cadê o vice oculto de Covas? Fugiu do debate com Erundina. Cadê o fujão? Por que Covas o esconde? E não nos esqueçamos que Covas integrou a chapa BolsoDoria, de extrema direita. Foi assim que chegou à prefeitura.
Izildo Corrêa Leite (Vitória, ES)

*

Brasileiros reclamam que a política neste país passa de pai para filho. Mas não pode ser diferente, já que os eleitores promovem essa cultura em todos estados.
Antonio Barreto Filho (São Paulo, SP)

*

Não aceito manifestação com vandalismo, anarquia, falta de respeito... As manifestações têm que ser pacíficas, ordeiras. Democracia plena e liberdade de imprensa. Verde e amarelo!
João Lima (Fortaleza, CE)

*

Erundina e Boulos são necessários para um projeto de política engajada, que respeite as pessoas. O resto é a mesmice de sempre e o desrespeito aos direitos mínimos garantidos pela nossa e por todas as constituições contemporâneas.
Luciana Freire (Brumado, BA)

*

Em dois anos de governo, Luiza Erundina precisou fazer várias mudanças em seu secretariado, algumas motivadas por denúncias de corrupção . Foi o caso do vice-prefeito Luís Eduardo Greenhalgh, que foi exonerado do cargo de secretário dos Negócios Extraordinários após denúncias.
Jose Benedito Bello (Osasco, SP)

*

Boulos e sua vice falam sempre em resolver as questões com o diálogo e que as ocupações ocorrem pela falta de diálogo. Mas em 2013, na gestão Haddad, com o programa Minha Casa Minha Vida em plena vigência, foi iniciada a ocupação da Vila Nova Palestina, em zona de proteção e desenvolvimento sustentável.
Wilson Oliveira (São Paulo, SP)


Beto Freitas
50% de racismo + 50% de intolerância = 100% de covardia.
Luiz Antônio Bernardes da Silva (São Carlos, SP)


Covid
Assustadora a foto publicada na capa da edição desta quarta-feira (25.11), que mostra jovens reunidos na madrugada paulistana. A prefeitura e a Polícia Militar dormem durante a madrugada e deixam de evitar a propagação da Covid na cidade. Todos esperando o sinal verde de um novo prefeito, ao fim das eleições, para a ciência voltar a ser referência no combate da pandemia. Mas só após as eleições.
Paulo Rogério Lencioni (São Paulo, SP)

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.