Leitores apoiam impeachment para Bolsonaro

Pazuello recebe críticas dos leitores

Impeachment
Bolsonaro ultrapassou o limite de ser um grave problema político para tornar-se uma séria questão epidemiológica nacional. Sua remoção da Presidência pelo processo de impedimento tornou-se uma questão de saúde pública, urgente e inadiável para o país.
Érico Gonçalves Flores (Belo Horizonte, MG)

0
Charge publicada na página A2 em 19 de janeiro de 2021 - Benett


Sugiro aos leitores deste jornal que vejam a coluna de Elio Gaspari desta quarta-feira ("Fora, Bolsonaro, para quê?", Poder, 27/1), escrita com isenção, clareza e competência pelo brilhante jornalista.
José Roberto Cassiano (São Paulo, SP)

Discordo da coluna desta quarta (27) de Elio Gaspari. O apenso "para quê?", colocado após "Fora, Bolsonaro", já existe. Com o fim do auxílio emergencial, já tem muita gente passando fome; gente que não é nem de esquerda nem de direita. E logo logo, além da pandemia da Covid-19, que mata mais de mil cidadãos por dia, vamos ter a pandemia da fome. Pobres que morrerão nas favelas e nas pirambeiras sem que ninguém saiba".
Ricardo Patah, presidente da União Geral dos Trabalhadores (São Paulo, SP)

Elio Gaspari afirma que o vice-presidente, Mourão, tem sido um "fiel comandado" do presidente Bolsonaro, alegando que nada mudaria se houvesse o impeachment. Ledo engano. O general obedece à inusitada hierarquia, mas suas opiniões, além de mais inteligentes, geralmente são opostas às do capitão.
José Carvalho (São Paulo, SP)


Parabenizo as instituições católicas e evangélicas por pedirem o impeachment de Bolsonaro ("Entidades católicas e evangélicas apresentam pedido de impeachment", Poder, 27/1). É um alívio a todo cristão essa notícia, que mostra posição clara contra Bolsonaro, que sabotou todo o sistema de saúde e boicotou medidas a favor da vacinação. São vozes que gritam no deserto, mas serão ouvidas. A fraternidade vencerá a maldade de Bolsonaro; o amor vencerá as armas liberadas por ele; a saúde irá sobrepor-se à doença. A boa semente já foi plantada.
Ricardo Osman Gomes Aguiar (São Paulo, SP)

Leite condensado
Após informações sobre as volumosas compras de alimentos sobrevalorizados para o Executivo, o Portal da Transparência do governo federal saiu do ar. Inúmeros pequenos sites e blogs informaram isso ainda na terça-feira (26). Nesta quarta, às 8h20, o portal continuava fora do ar e não havia nenhuma referência sobre isso no site da Folha.
André Boniatti (São Paulo, SP)

Ibirapuera
Jair Bolsonaro, quando acerta, como no caso do Ibirapuera e seu tombamento, é por vingança ("Bolsonaro acena a atletas e quer barrar plano de Doria para Ibirapuera", Cotidiano, 27/1).
Marcos Barbosa (Casa Branca, SP)

Assédio na Alesp
Leio na Folha que "Deputado que apalpou colega em SP quer perícia de imagem e fará estratégia de defesa a partir de acusação" (Cotidiano, 27/1). É ou não é um canalha?
Mauricio Huertas, jornalista (São Paulo, SP)

Vídeo mostra deputado Fernando Cury passando a mão no seio da deputada Isa Penna durante sessão da Alesp. - Reproducao.


Vacina
"Butantan diz que vai exportar doses extras de Coronavac se Ministério da Saúde não se manifestar" (Saúde, 27/1). Dois presidentes sofreram impeachment por muito menos. Esse daí já coleciona no seu roll até o que poderíamos enquadrar como "crimes contra a humanidade". E todos ficam calados, não fazem nada contra esse plano maquiavélico.
Pedro Henrique Alves Lopes (São Paulo, SP)

Jair Bolsonaro e João Doria precisam parar com as picuinhas. Se Bolsonaro não comprar as vacinas, que São Paulo as use para imunizar sua população; e os outros estados que se entendam com o governo federal. Agora, exportá-las é um absurdo e soa como ameaça juvenil.
Mario José Corrêa de Paula (São Paulo, SP)

Dimas Covas, do Instituto Butantan, fala como se a gente tivesse vacina transbordando pelo ralo. O país está tomado pela insanidade! É só vender para os estados ou até para a iniciativa privada dentro do país. O presidente é péssimo, mas essa atitude é insana!
Giordano Mochel Netto (São Luís, MA)


Primeiro seria bom saber se o governo federal já pagou o que deve ao estado de São Paulo. Todo gasto com Coronavac até o momento foi financiado pelo estado. Segundo, eu pergunto: o que impede Doria de ficar com o restante das vacinas que o governo federal não quer e vacinar todo o estado de São Paulo? Com certeza haveria dinheiro para isso, mesmo que fosse de fonte privada.
Peter Janos Wechsler (São Paulo, SP)


Pazuello
A situação está clara: o capitão não tem peito para demitir o general. Está usando a mão do procurador-geral da República.
Narciso Capasciutti (Jaboticabal, SP)

A falta de dignidade do general Eduardo Pazuello é estarrecedora. Como se fosse uma criança, é colocado de castigo em Manaus por seu chefe enquanto o país necessita com urgência de medidas efetivas do Ministério da Saúde. O mínimo que se espera é que ele peça demissão, mas creio que ele não tenha escrúpulos para tanto.
Luiz Fernando Paulin (Bragança Paulista, SP)


Volta às aulas
Triste ler um artigo de opinião que se propõe a fazer uma reflexão sobre a necessidade da reabertura das escolas mas que não menciona, em nenhum momento, os professores ("Educação é atividade essencial, e a reabertura das escolas, urgente", Cotidiano, 27/1). Foram citados os alunos, os pais, os avós e os cidadãos, mas os docentes, grupo continuamente desvalorizado nos debates públicos, não apareceram e não são pensados como agentes importantes desse processo de reabertura. Qual o motivo da exclusão? Esquecimento ou indiferença?
Leonardo de Atayde Pereira, professor da rede privada e pública do estado de São Paulo (São Paulo, SP)

IPTU em São Paulo
Quem foi o Pinóquio que falou que os valores do IPTU 2021 seriam congelados? O meu subiu 10%.
Gilberto Assad (São Paulo, SP)

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.