José Simão se vacina, e leitores celebram seus 30 anos de Folha

Flávio só se mete em práticas suspeitas porque confia na Justiça, diz leitor

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Simão contra a Covid
"Quero vacina! Louco pela agulha!" (José Simão, Ilustrada, 27/2). Obrigada, Simão, por me alegrar há 30 anos!
Kátia Conceição de C. Coelho (Brasília, DF)

José Simão ao receber vacina em São paulo - Instagram


Que venham mais 30, seu malucão querido. Sempre maravilhoso.
Evelyn Sá (Araruama, RJ)

palhaço vomita usando uma grande seringa como bengala
Ilustração de Fê para a coluna de José Simão de 27 de fevereiro de 2021 - Fê/Folhapress


Simão, você é o motivo número um de eu ser assinante da Folha! Parabéns!!
Júnia Maria de Moraes Rocha (São Paulo, SP)


Covid
A grave incoerência do governador de São Paulo no decreto foi incluir igrejas e templos na lista dos considerados "setores essenciais" ("Doria diz agora que igrejas são atividades essenciais em SP e libera funcionamento", Cotidiano, 2/3). Tudo é essencial se partimos do princípio de que o emprego é essencial para determinado profissional ou determinada família.
Willian Martins (Guararema, SP)


Bolsonaros
Bolsonaro imputou aos brasileiros uma particularidade que é uma "grife" de sua família e de seus auxiliares: viver no esgoto e sair ileso.
Marize Carvalho Vilela (São Paulo, SP)

0
Casa comprada pelo senador Flávio Bolsonaro no Setor de Mansões Dom Bosco, no Lago Sul de Brasília (DF) - Raul Spinassé/Folhapress


Todo déspota maquiavélico, como Jair Bolsonaro, teme a revolta do povo nas ruas, pois isso culmina em sua derrocada. A Revolução Francesa é prova disso. Mas, sem vacinação maciça, não haverá povo nas ruas. Ou seja, não há desorganização do governo federal em relação à imunização. A tragédia em curso é resultado da urdidura de um controle deliberado da revolta das massas, sendo a carnificina um mero detalhe.
Túllio Marco Soares Carvalho (Belo Horizonte, MG)

Flávio Bolsonaro só está metido em tantas práticas suspeitas por uma razão: ele confia na Justiça deste país.
Luiz Carlos de Souza (São Paulo, SP)


Laboratório
Nelson de Sá (Toda Mídia, Mundo, 3/3) reproduz o alerta do cientista Miguel Nicolelis publicado pelo Washington Post: "Se não controlar, o Brasil será o maior laboratório aberto do mundo para a mutação do Coronavirus". Sim, um laboratório com mais de 200 milhões de cobaias. É estarrecedora e criminosa a inércia de Bolsonaro.
Jonas Nunes dos Santos (Juiz de Fora, MG)

Ao conversar com apoiadores no jardim do Palácio da Alvorada, Bolsonaro disse que, "para a mídia, o vírus sou eu". É a primeira vez que ele acerta no que diz sobre a pandemia. Bolsonaro representa a pior variante do Sars-Cov-2, por isso o Brasil amarga tamanha derrota na pandemia.
Ronan Wielewski Botelho (Londrina, PR)

Folha, 100
A Academia de Medicina do Piauí parabeniza a Folha pelo centenário. Que o caderno Saúde continue sempre trazendo informações sobre as pesquisas recentes que ocorrem no mundo todo.
José Itamar Abreu Costa, presidente da Academia de Medicina do Piauí (Teresina, PI)

Parabéns à Folha pelos seus 100 anos de existência. Sou professora de filosofia e sempre em minhas aulas incentivei a reflexão e crítica ao momento atual. Sempre utilizei as reportagens e artigos da Folha para incentivar a discussão em sala de aula. Desenvolvi um projeto denominado "caderno de reportagens", no qual os alunos escolhem um texto e emitem sua opinião e visão. Continue sendo um jornal democrático e plural nas ideias. Parabéns!
Maria Helena Beauchamp (São Paulo, SP)

Eu folheio/ Tu folheias/ Ele/Ela folheia; Nós folheamos/ Vós folheais/ Eles/Elas folheiam. Folheei, folheio, folhearei! Folha, por mais 100 anos folheando!
Luciano Rollo Duarte (São Paulo, SP)

Ideais que fortalecem a democracia e contribuem com informação de qualidade, almejando uma sociedade mais livre e justa e combatendo as desigualdades, estão definitivamente atrelados à história da Folha de S.Paulo. Em 100 anos, sempre se destacou por um jornalismo imparcial, ético e plural. Parabéns a todos os jornalistas e funcionários que fazem parte da Folha.
Sergio Luiz Leite, presidente da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas e Farmacêuticas do Estado de SP (São Paulo, SP)

Os leitores da Folha receberam um presentão no domingo passado (28/2): o caderno especial Folha 100 Anos. E eu recebi um presente ainda maior: charges de minha colaboração durante a campanha pelas Diretas. Combinada em breve conversa com Otavio Frias Filho, elas apareciam três vezes por semana na página A2. São documentos históricos visuais de posições que a Folha defendia. Foi um privilégio. Valeu, Folha!
Claudius (São Paulo, SP)

Lava Jato
Minhas falas foram tiradas de contexto na reportagem "Com apoio do Senado, Aras constrói maioria contra Lava Jato em conselho do Ministério Público" (Poder, 27/2) para corroborar um tema sobre o qual não tinha conhecimento. Apenas tratei do impacto da vacância de cadeiras na atuação do MP. Não fiz nenhuma cobrança ao Senado ou ilação sobre a postura do PGR ou dos senadores nem vinculação à Lava Jato e, muitos menos, aos conselheiros que atuam no CNMP.
Manoel Murrieta, presidente da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Brasília, DF)

Resposta do repórter Matheus Teixeira - A reportagem reproduz as declarações do missivista, sem nenhuma ilação em relação à PGR ou aos senadores.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.