Para leitor, morte de Calligaris é perda irreparável

Aguardava ansiosamente as quintas-feiras para lê-lo, diz leitora Isa Sousa

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Contardo Calligaris


", o psicanalista italiano que soube levar o Brasil ao divã" (Ilustrada, 30/3). Perda irreparável. (Casa Branca, SP) Morre Contardo Calligaris
Marcos Barbosa

Tornei-me assinante da , há 13 anos, para ler o Calligaris. Gentil, ele sempre respondia aos meus emails com alguma provocação. Sinto que nossas quintas-feiras serão de ausência. (Curitiba, PR) Folha
Rene Sampar

Estou muito triste com a notícia da morte de Contardo Calligaris. Achei que estivesse em férias e jamais imaginei que estava em tratamento de um câncer. Perdemos mais um cara admirável. Sentimentos à família. (Pindamonhangaba, SP)
Ângela Luiza S. Bonacci

Morreu Contardo. Morreu um brasileiro. Talvez um dos mais brasileiros entre os brasileiros. Era meu companheiro querido das quintas-feiras com suas colunas inteligentes, perspicazes, criativas, sinceras e verdadeiras. Realizou seguramente o seu maior desejo, o de viver uma vida interessante. Sentirei sua falta. (São Paulo, SP)
Gustavo A. J. Amarante

Arriverdeci, Contardo! (Curitiba, PR)
Doralice Araújo


Nosso coração está apertado por sua partida. Sua sabedoria e sensibilidade nos ensinaram, por longos anos neste jornal, a ampliar a nossa compreensão sobre a alma humana. Vale a lembrança de suas ideias, em que propõe uma vida interessante e feliz. , psicanalista (São Paulo, SP)
Walter Roberto Correia

O Brasil perde mais um intelectual brilhante. Contardo Calligaris falava sobre coisas sérias usando uma ironia inteligente e divertida. Mais uma grande perda para o país. (Brasília, DF)
Sueli Cristina Moraes

Contardo, obrigada por todas as sessões de análise e toda a cultura que você espalhou nesses anos de . Sua luz vai brilhar sempre e nos guiará nesta época de desolação. (São Paulo, SP)Folha
Patrícia Aude

Nesta pandemia-pandemônio, neste caos, nesta ausência de cosmos, Contardo era o nosso oásis. Sua coluna sempre foi um bálsamo provocativo, para a mente e para a alma. Contardo sempre teve e tem algo a dizer. Fará muita falta. (São Paulo, SP)
José Roberto Machado

Tempos difíceis e de grandes perdas! Fará falta, muita falta a um país sem rumo. Descanse em paz. (Recife, PE)
Maria José de Carvalho

Aguardava ansiosamente as quintas-feiras para lê-lo. Aliás, para ler sobre o que ele pensava da sociedade. Fará falta. Muita falta. (Cuiabá, MT)
Isa Sousa


Aeronáutica, Exército, Marinha


"em protesto contra Bolsonaro" (Poder, 30/3). Bolsonaro continua testando os limites institucionais e a paciência dos brasileiros. Resta saber quando os remédios amargos do Congresso serão ministrados. O doente delira, a febre saiu de controle e não se pode mais esperar. Mais instabilidade, em plena pandemia, em meio explosão de mortes, não é suportável. Os 70% têm que fazer valer sua voz e seu descontentamento. (Fortaleza, CE)Comandantes das Forças Armadas pedem demissão
Maria Fátima Veras Villanova

A única solução é a queda imediata de Bolsonaro. Em seguida virá o seu julgamento. E acho melhor que seja realizado na corte de Haia. (São Paulo, SP)
Marcelo Silva Teixeira

Há um risco enorme de quebra da democracia. Aproveitando a mudança que o Congresso exigiu, o presidente usa dessa possível chantagem para avançar mais um pouco em direção a seus intentos, enraizados no fundo de sua mente. E nós sabemos quais são, pois em todos seus anos de deputado sempre demonstrou seus interesses escusos por ditadura, ditadores e torturas. (Florianópolis, SC)
Humberto Ordine Graça

Ele não tem nada para apresentar. A família toda envolvida em corrupção e com milícias. Responsável pela morte de milhares de pessoas, agora quer dar o golpe porque sabe que, quando sair da Presidência, vai ser preso. (São Paulo, SP)
Rodrigo Santos

O mercado não se preocupa com o povo nem com um projeto de desenvolvimento para o país. (São Paulo, SP)
Jânio Moreira Soares


Destruidor-mor
O destruidor-mor da República continua incansavelmente a aprofundar a gigantesca crise que afeta todas as esferas da vida brasileira e a dilacerar de modo sistemático o tecido da vida democrática. Temos de pôr um fim a esse processo de destruição deliberada! Ou vamos nos acomodar e aceitar a tragédia bolsonarista como uma coisa irreversível? (Ibiúna, SP)
Domingos Sávio de Campos Rosa


Xuxa
Certa vez, aqui em Brasília, presenciei uma pessoa catando restos de comida e avidamente enfiando-os pela boca. Ao comentar com alguém, recebi a seguinte resposta: "O lixo aqui é de qualidade". Ao ler o texto "Xuxa e os direitos humanos" (Cristina Serra, 30/3), lembrei do episódio. Parabéns pela lucidez! (Brasília, DF)
Edmar Andrade de Almeida


Covid
Veículos escolares com frequência nos remetem a vivacidade, desenvolvimento, evolução, infância... enfim, nos remetem à vida. Portanto é emblemática e constrangedora a notícia "vão transportar mortos por Covid até cemitérios de SP" (Saúde, 29/3). (Santo André, SP)Vans escolares
José Roberto Machado

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.