Leitor elogia Vinicius Torres Freire e lamenta eleição de 2018

'A civilização reage, finalmente', diz leitor sobre encontro de Lula com FHC

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Futuro

O colunista Vinicius Torres Freire traça no presente um panorama daquilo que a história do Brasil escreverá no futuro ("Um país resignado à morte", Mercado, 21/5). Infelizmente, não tenho do que descordar, só lamentar a enrascada em que nos metemos no fatídico 2018.
Sebastião Galinari (São Paulo, SP)


Pra que a pressa?

"Governo ignorou dez emails da Pfizer sobre vacinas em um mês, mostram documentos da CPI da Covid" (Poder, 21/5). É triste quando tanta gente se recusa a ver que o rei está nu. A verdade é simples: Bolsonaro se dedicou desde o primeiro momento a negar a gravidade da pandemia e a jogar o custo do isolamento social nas costas dos governadores e prefeitos. Era preciso andar sem máscara e jamais comprar vacinas.
Claudio Goldman (São Paulo, SP)


Oriente Médio


Israel, EUA e União Europeia consideram o Hamas um grupo terrorista. E eles, o que são? Vendem armas para Israel, apoiam os bombardeios na Faixa de Gaza e a tomada das terras dos palestinos. O que esses países fazem é querer parecer pacifistas e bonzinhos para o mundo. Na verdade, são todos hipócritas. Desde a criação do Estado de Israel, os palestinos são oprimidos, despejados de suas casas e assassinados.
Gilcéria Oliveira (São Paulo, SP)


2022

"FHC e Lula se reúnem na casa de ex-ministro Nelson Jobim" (Mônica Bergamo, 21/5). Fico feliz com FHC apoiando Lula, mas o inverso seria ainda bem melhor.
Dannielle Miranda Maciel (São Paulo, SP)

Está certíssimo Fernando Henrique Cardoso em garantir apoio a Lula caso o petista e Bolsonaro sejam os dois finalistas nas eleições presidenciais do ano que vem. Bolsonaro nunca mais!
Rivaldo Otero (Santos, SP)

Os ex-presidentes FHC e Lula em encontro na casa de Nelson Jobim - Ricardo Stuckert/Divulgação

O país está muito dividido, as pessoas estão se odiando demais. Dois adversários conversando tem um simbolismo importante. Não gosto de nenhum desses dois, mas eles estão demonstrando grandeza e maturidade, valores que estão em baixa e que precisam ser resgatados.
Marcos Nagl Garcez (Curitiba, PR)

A civilização reage, finalmente.
Eduardo Cesar Prezepiorski (Curitiba, PR)


Bem lembrado
Gostaria de agradecer ao excelentíssimo procurador-geral da República, senhor Augusto Aras, por ter me chamado a atenção para o maravilhoso artigo "Aras é a antessala de Bolsonaro no Tribunal Penal Internacional", de Conrado Hübner Mendes (Poder, 27/1). O texto me havia passado despercebido à época de sua publicação. Recomendo a todos leitura. E parabéns ao autor.
Beni Sutiak (São Paulo, SP)


Judiciário
A Associação Paulista de Magistrados refuta argumentos e termos jocosos da coluna "Supersalários que envergonham" (Mercado, 19/5), de Helio Beltrão. Verbas trabalhistas em atraso geram mora e correção. Balangandã, como diz, é verba trabalhista reconhecida pelo STF, autorizada pelo CNJ e não paga pelo Estado. A Apamagis se dispõe a tirar dúvidas, mas, antes, que o colunista apresente contracheque com auxílio terno, moradia ou outras rubricas do Tribunal de São Paulo.
Vanessa Mateus, presidente da Apamagis (São Paulo, SP)

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.