Descrição de chapéu Café da Manhã

Repórteres explicam a disputa no Ministério da Educação do governo Bolsonaro

Críticas do escritor Olavo de Carvalho levaram à queda de integrantes da cúpula da pasta

São Paulo

A crise que envolve mudanças no Ministério da Educação expôs uma queda de braço envolvendo o escritor Olavo de Carvalho, guru do governo Bolsonaro, e os militares.

Após críticas do autor, dois membros da cúpula da pasta foram demitidos: Ricardo Wagner Roquetti e o secretário-executivo da pasta, Luiz Antônio Tozi. 

Coronel-aviador, Roquetti era o principal assessor do ministro Ricardo Vélez Rodríguez.

Para a vaga de Tozi, Vélez chegou a divulgar a promoção do adjunto da secretaria, Rubens Barreto, mas desistiu após novas reclamações vindas do grupo ligado a Olavo. O cargo de secretário-executivo é considerado o número dois na organização da pasta.

Iolene Lima foi anunciada nesta quinta (14) para o posto. Ela é ligada aos evangélicos. 

Mas não é só no MEC que os olavistas e os militares disputam posição. Quem dá mais detalhes dessa rixa ao Café da Manhã são os repórteres da Folha Julia Chaib, do Painel, e Paulo Saldaña, que cobre educação em Brasília. 

Ouça o episódio: 

O programa em áudio é publicado no Spotify, serviço de streaming parceiro da Folha na iniciativa e que é especializado em música, podcast e vídeo. Para ouvir, basta se cadastrar gratuitamente no aplicativo.

Os episódios do Café da Manhã vão ao ar de segunda a sexta-feira, sempre no começo do dia, a partir das 6h.

O podcast apresentado pelos jornalistas Rodrigo Vizeu e Magê Flores conta com a participação de José Marques neste episódio.

Imagem de capa do podcast Café da Manhã, com o nome do programa escrito sobre vários recortes de jornais. Logos de de Spotify e Folha de S.Paulo podem ser vistas nos cantos
Podcast Café da Manhã - Reprodução
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.