Descrição de chapéu Café da Manhã

Repórter comenta cultura das lives que se instalou no Congresso; ouça

Deputados fizeram vídeos durante discussão da medida que transfere o Coaf para a Economia

São Paulo

Na terça (22), a Câmara dos Deputados aprovou a transferência do Coaf  (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), hoje sob o Ministério da Justiça, para a pasta da Economia. Foram 228 votos a 210.

Durante a discussão da medida na Casa, vários deputados do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, faziam lives nas redes sociais. Eles defendiam a permanência do conselho na pasta comandada por Sergio Moro. 

Na imagem, é possível ver o momento em que sete parlamentares da legenda fazem vídeos. Todos eles estão em seu primeiro mandato na Câmara. A foto foi tirada pouco depois de congressistas fazerem discursos em favor do envio do órgão à Economia, de Paulo Guedes. 

O Café da Manhã desta sexta-feira (24) fala de lives, do comportamento dos deputados e do clima político do Congresso com o repórter Ranier Bragon, em Brasília.

Deputados do PSL fazem lives em redes sociais durante a votação do destaque que retirou o Coaf do Ministério da Justiça
Deputados do PSL fazem lives em redes sociais durante a votação do destaque que retirou o Coaf do Ministério da Justiça - Pedro Ladeira/Folhapress

O programa de áudio é publicado no Spotify, serviço de streaming parceiro da Folha na iniciativa e que é especializado em música, podcast e vídeo. É possível ouvir o episódio clicando abaixo. Para acessar no aplicativo basta se cadastrar gratuitamente.

Ouça o episódio:

Os episódios do Café da Manhã são publicados de segunda a sexta-feira, sempre no começo do dia, a partir das 6h.

O podcast é conduzido pelos jornalistas Rodrigo Vizeu e Magê Flores.

Imagem de capa do podcast Café da Manhã, com o nome do programa escrito sobre vários recortes de jornais. Logos de de Spotify e Folha de S.Paulo podem ser vistas nos cantos
Podcast Café da Manhã - Reprodução

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.