Descrição de chapéu Café da Manhã

Após embate entre Poderes, podcast discute presidencialismo e parlamentarismo

Diante de impasse com Congresso, ministro disse que se querem parlamentarismo, mudem a Constituição

São Paulo

Um novo embate entre autoridades do Executivo e do Legislativo brasileiro traz aos discursos termos como presidencialismo e parlamentarismo.

Tendo como pano de fundo o Orçamento impositivo, o general Augusto Heleno, chefe do GSI (Gabinete de Segurança Institucional) foi flagrado dizendo que o Congresso faz chantagens para ficar com parte da verba. “Não podemos aceitar esses caras chantageando a gente. Foda-se.”

Depois, disse que o projeto prejudicaria a atuação do Executivo e "contraria os preceitos de um regime presidencialista". Concluiu afirmando: "Se desejam o parlamentarismo, mudem a Constituição. Sendo assim, não falarei mais sobre o assunto."

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), rebateu as críticas nesta quarta-feira (19). “Uma pena que um ministro com tantos títulos tenha se transformado num radical ideológico contra a democracia, contra o Parlamento. É muito triste”, afirmou.

O episódio discute a quantas anda o sistema de governo brasileiro. Para isso, conta com a participação do cientista político Sérgio Abranches, autor de "Presidencialismo de Coalizão" (Companhia das Letras).

O programa de áudio é publicado no Spotify, serviço de streaming parceiro da Folha na iniciativa e que é especializado em música, podcast e vídeo. É possível ouvir o episódio clicando abaixo. Para acessar no aplicativo basta se cadastrar gratuitamente.

Ouça o episódio:

O Café da Manhã é publicado de segunda a sexta-feira, sempre no começo do dia.

O episódio é conduzido pelos jornalistas Rodrigo Vizeu e Magê Flores, com produção de Jéssica Maes e edição de som de Thomé Granemann. 

Imagem de capa do podcast Café da Manhã, com o nome do programa escrito sobre vários recortes de jornais. Logos de de Spotify e Folha de S.Paulo podem ser vistas nos cantos
Podcast Café da Manhã - Reprodução

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.