Descrição de chapéu Café da Manhã

Por que a violência doméstica cresce na pandemia? Ouça podcast

ONU afirma que já é possível ver um aumento exponencial na violência de gênero

São Paulo

No mundo todo, as medidas de confinamento para contenção da disseminação do novo coronavírus e as tensões causadas pela pandemia estão fazendo com que os índices de violência doméstica aumentem.

Países como China, França, Espanha, Canadá, Estados Unidos, Alemanha, Reino Unido e Argentina registraram crescimento nos números de denúncias ou ocorrências de violência contra mulheres e meninas. No Brasil, não foi diferente: em São Paulo, o número de mulheres assassinadas dentro de casa quase dobrou durante os dias desta quarentena, em comparação ao mesmo período do ano passado.

Nesta quinta-feira (16), o Café da Manhã discute os impactos da pandemia de Covid-19 na violência contra a mulher. O episódio conta com entrevistas com a diretora-executiva adjunta da ONU Mulheres, Asa Regner, a promotora integrante do núcleo de gênero do MP-SP (Ministério Público de São Paulo) Valéria Scarance, a diretora de impacto das organizações feministas Think Olga e Think Eva, Juliana de Faria, e com a correspondente da Folha em Bruxelas, Ana Estela de Sousa Pinto.

O programa de áudio é publicado no Spotify, serviço de streaming parceiro da Folha na iniciativa e que é especializado em música, podcast e vídeo. É possível ouvir o episódio clicando abaixo. Para acessar no aplicativo basta se cadastrar gratuitamente.

Ouça o episódio:

O Café da Manhã é publicado de segunda a sexta-feira, sempre no começo do dia.

O episódio é conduzido pela jornalista Magê Flores, com roteiro de Jéssica Maes, produção de Renan Sukevicius e Natália Silva e edição de som de Thomé Granneman.

Imagem de capa do podcast Café da Manhã, com o nome do programa escrito sobre vários recortes de jornais. Logos de de Spotify e Folha de S.Paulo podem ser vistas nos cantos
Podcast Café da Manhã - Reprodução
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.