Descrição de chapéu 40 Semanas

A bolsa estourou? Saiba por que não contar imediatamente para a família

Podcast 40 Semana conta desfecho de Juliana, que entrou em trabalho de parto na 35ª semana

No imaginário popular, quando a bolsa de uma grávida estoura é tempo de correr para o hospital. O cinema, as séries ou novelas mostram a gestante sentindo uma dor ininterrupta e o bebê nascendo em seguida.

Na vida real, isso é bem raro. A bolsa da mulher pode, inclusive, não estourar -mesmo estando em trabalho de parto. E o nascimento do bebê pode levar horas ou até dias.

Por isso não é recomendado avisar os parentes que a bolsa estourou. Ligações e mensagens de textos podem afetar a parturiente, que precisa de paz nesse momento.

O 37º episódio do Podcast 40 Semanas fala sobre essa "blindagem" na gestante e traz o desfecho da história da Juliana, uma das protagonistas.

Após oito anos de tentativas frustradas, vendo amigas e parentes próximas virando mães, ela e o marido juntaram todas as economias e partiram para uma reprodução assistida.

A bolsa dela estou na 35ª semana de gestação, muito antes da data prevista do parto. Ouça o episódio abaixo:

Renan Sukevicius e Melina Cardoso, do Blog Maternar, acompanham três mulheres grávidas ao longo de 40 semanas, que é o tempo médio de uma gravidez.

Como num reality show em áudio, eles debatem a cada episódio um assunto diferente pautado pelas três personagens principais e pelas angústias, medos e alegrias vividas por mães mundo afora.

Publicado semanalmente, o 40 Semanas está disponível no site da Folha e em todas as plataformas que disponibilizam podcast, como Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google Podcasts, Castbox, Pocket Casts, Stitcher e TuneIn, entre outras. Em aplicativos, o usuário pode assinar —sem qualquer custo— o podcast, passando assim a receber notificações quando novos episódios são publicados.

logotipo podcast 40 Semanas
Podcast semanal da Folha trata de gestação - Editoria de Arte
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.