Descrição de chapéu Café da Manhã

Na Terra, cientistas e empresas disputam espaço no céu; ouça podcast

Constelações de satélites lançadas por empresas atrapalham astrônomos e fotógrafos do espaço sideral

São Paulo

Ao longo do mês de julho, o cometa Neowise cortou o céu do planeta. Do hemisfério norte ao sul do mundo, câmeras esperavam pela imagem perfeita do fenômeno que só deve se repetir daqui a mais de 6 mil anos.

Mas, para alguns astrofotógrafos, o resultado não foi o esperado. Ao invés do cometa no meio de um céu estrelado, imagens compartilhadas nas redes sociais são cortadas por vários riscos brilhantes —vestígios da constelação de satélites Starlink.

A Starlink é um projeto da SpaceX, empresa de Elon Musk, que quer estabelecer uma rede de telecomunicação em órbita terrestre baixa, perto da Terra, e fornecer internet rápida em qualquer ponto do planeta.

Esses satélites artificiais, que refletem a luz do sol, também têm interferido em observações feitas por astrônomos. Além do seu brilho intenso poder saturar detectores de grandes telescópios, também viram obstáculos que causam risco de colisão com outros equipamentos espaciais.

A SpaceX, no entanto, não é a única empresa com esse tipo de investimento: OneWeb e Amazon também pretendem construir suas megaconstelações. Seriam, ao todo, cerca de 26 mil novos satélites artificiais na órbita da Terra nos próximos anos.

A disputa entre empresas e cientistas pelo céu é o tema do Café da Manhã desta sexta (31). No episódio, o repórter de ciência Salvador Nogueira, que assina na Folha o blog Mensageiro Sideral, fala sobre quanto esses projetos cheios de satélites podem atrapalhar a ciência e o que já existe para resguardar o espaço.

O programa de áudio é publicado no Spotify, serviço de streaming parceiro da Folha na iniciativa e que é especializado em música, podcast e vídeo. É possível ouvir o episódio clicando abaixo. Para acessar no aplicativo basta se cadastrar gratuitamente.

Ouça o episódio:

O Café da Manhã é publicado de segunda a sexta-feira, sempre no começo do dia. O episódio é apresentado pelos jornalistas Magê Flores e Maurício Meireles, com produção de Jéssica Maes e Renan Sukevicius e edição de som de Thomé Granemann.

Imagem de capa do podcast Café da Manhã, com o nome do programa escrito sobre vários recortes de jornais. Logos de de Spotify e Folha de S.Paulo podem ser vistas nos cantos
Podcast Café da Manhã - Reprodução
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.