Os protestos em Belarus, a última ditadura da Europa; ouça podcast

Repórter conta visita ao país, que tem relatos de tortura após atos contra resultado de eleição

São Paulo

Desde 1994, Alexandr Lukachenko vem se reelegendo como presidente de Belarus, país no nordeste da Europa. O último pleito, no começo do mês, que deu a vitória ao ditador com mais de 80% dos votos, acendeu o alerta para fraude e milhares de pessoas foram às ruas em protestos brutalmente reprimidos.

Além da saída do autocrata, os manifestantes pedem novas eleições ---o que Lukachenko diz que só acontecerá se ele for morto---, o fim da violência policial e libertação de presos políticos, incluindo a do ex-candidato Serguei Tikhanovski. Svetlana Tikhanovskaia, casada com o opositor do governo, assumiu a campanha quando o marido foi preso. Após a eleição, ela se exilou na Lituânia.

O Café da Manhã desta quarta-feira (26) conversa com Ana Estela de Sousa Pinto, correspondente da Folha na Europa, que acompanhou de perto a temperatura dos protestos em Minsk, capital de Belarus.

O programa de áudio é publicado no Spotify, serviço de streaming parceiro da Folha na iniciativa e que é especializado em música, podcast e vídeo. É possível ouvir o episódio clicando abaixo. Para acessar no aplicativo basta se cadastrar gratuitamente.

Ouça o episódio:

O Café da Manhã é publicado de segunda a sexta-feira, sempre no começo do dia. O episódio é apresentado pelos jornalistas Magê Flores e Maurício Meireles, com produção de Renan Sukevicius e edição de som de Thomé Granemann.

Imagem de capa do podcast Café da Manhã, com o nome do programa escrito sobre vários recortes de jornais. Logos de de Spotify e Folha de S.Paulo podem ser vistas nos cantos
Podcast Café da Manhã - Reprodução
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.