Descrição de chapéu Café da Manhã

A operação da polícia que foi atrás de músicas de Renato Russo; ouça podcast

Filho do vocalista da Legião Urbana acusou produtor de ter obras inéditas do pai

São Paulo

A Polícia Civil do Rio fez nesta segunda (26) uma operação em busca de músicas inéditas de Renato Russo, vocalista da Legião Urbana, uma das bandas mais conhecidas do rock nacional. Os agentes foram até a casa do produtor Marcelo Fróes, que foi amigo de Renato Russo. A ação aconteceu após queixa de Giuliano Manfredini, filho do cantor. Giuliano tem os direitos tanto do nome Legião Urbana quanto das músicas do pai, que morreu em 1996.

A polícia diz ter apreendido um relatório que lista 30 músicas do cantor em versões inéditas. Fróes disse ao jornal O Globo que esse documento foi elaborado quando ele ainda era representante da família do músico, e que não tem essas gravações em casa —elas estariam com a gravadora EMI. Também disse que Giuliano nunca o procurou antes do processo.

Para entender o histórico de disputas envolvendo o baú de Renato Russo e o que acontece com a obra de um artista quando ele morre, o Café da Manhã desta quinta (29) conversa com o repórter e crítico musical Thales de Menezes.

O programa de áudio é publicado no Spotify, serviço de streaming parceiro da Folha na iniciativa e que é especializado em música, podcast e vídeo. É possível ouvir o episódio clicando abaixo. Para acessar no aplicativo basta se cadastrar gratuitamente.

Ouça o episódio:

O Café da Manhã é publicado de segunda a sexta-feira, sempre no começo do dia. O episódio é apresentado pelos jornalistas Magê Flores, Maurício Meireles e Bruno Boghossian, com produção de Jéssica Maes, Laila Mouallem e Victor Lacombe. A edição de som é de Natalia Silva.

Imagem de capa do podcast Café da Manhã, com o nome do programa escrito sobre vários recortes de jornais. Logos de de Spotify e Folha de S.Paulo podem ser vistas nos cantos
Podcast Café da Manhã - Reprodução
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.