Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
24/10/2012 - 19h36

Governo do Maranhão prende policiais que apoiaram candidato em vídeo

Publicidade

REYNALDO TUROLLO JR.
DE SÃO PAULO

O governo do Maranhão prendeu administrativamente seis policiais militares e bombeiros que aparecem em um vídeo manifestando apoio ao candidato a prefeito de São Luís Edivaldo Holanda Júnior (PTC).

Gravado por um celular ou câmera amadora durante uma reunião de militares --que aparentemente estavam sem farda, pois a imagem não é clara--, o vídeo foi divulgado pela imprensa maranhense no último fim de semana.

Nele, homens que se identificam como policiais militares e bombeiros afirmam em discurso que deverão compor um "comitê militar" para fazer campanha para o candidato do PTC.

Holanda Jr. disputa o segundo turno contra o prefeito João Castelo (PSDB), que tenta a reeleição. Teve 36,44% dos votos no primeiro turno, contra 30,6% do tucano.

Na noite da segunda-feira (22), segundo nota da Secretaria de Segurança Pública do Estado, os seis militares que aparecem no vídeo foram identificados e presos.

Segundo a nota, de acordo com "preceitos da disciplina militar", é considerada transgressão "manifestar-se, publicamente, o militar da ativa, sem que esteja autorizado, a respeito de assuntos de natureza político-partidária" e "discutir ou provocar discussão, por qualquer veículo de comunicação, sobre assuntos políticos ou militares, exceto se devidamente autorizado".

A reportagem não conseguiu localizar na noite desta quarta-feira (24) representantes dos policiais presos.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página