Cotado para vice de Doria, Kassab diz que não sairá do governo para disputar eleições

O tucano deixa esta semana a prefeitura da capital paulista para disputar o Palácio dos Bandeirantes

Talita Fernandes
Brasília

O ministro das Comunicações, Gilberto Kassab, anunciou nesta quarta-feira (4) que não deixará o comando da pasta para disputar as eleições de outubro.

O ministro da Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab, que disse que não deixará o governo
O ministro da Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab, que disse que não deixará o governo - Pedro Ladeira - 3.jan.18/Folhapress

"Eu não deixo o governo", disse o ministro ao ser questionado se sairia da pasta até o fim da semana para concorrer às eleições. 

 

Kassab era cotado para ser vice de João Doria (PSDB) ao governo de São Paulo. O tucano deixa esta semana a prefeitura da capital paulista para disputar o Palácio dos Bandeirantes.

Para disputar eleições, os ocupantes de cargos no Executivo precisam se desvincular até a próxima sexta-feira (6), de acordo com as regras eleitorais, que exigem a saída em até seis meses antes da disputa.

Até o momento, dois ministros já deixaram a Esplanada com o objetivo de disputar eleições. Maurício Quintella deixou o Ministério dos Transportes para concorrer ao Senado. Já Ricardo Barros entregou a Saúde para tentar se reeleger à Câmara.

A previsão é de que até sexta-feira (6) outros oito ministros deixem seus cargos, entre eles, Henrique Meirelles (Fazenda), que se filiou na terça (3) ao MDB.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.