Lula é preso

Ex-presidente vai cumprir pena em Curitiba

Ex-presidente Lula em ato em homenagem à ex-primeira-dama Marisa Letícia, em frente ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo
Ex-presidente Lula em ato em homenagem à ex-primeira-dama Marisa Letícia, em frente ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo - Xinhua/Rahel Patrasso

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi preso neste sábado (7) por volta de 18h40, em São Bernardo do Campo (SP), na grande São Paulo.

Ele entregou-se à Polícia Federal após a segunda tentativa de saída do sindicato. Na primeira vez, foi impedido pela militância que chegou a quebrar o portão para impedi-lo.

Durante o ato ecumênico realizado pela manhã no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC em homenagem à ex-primeira-dama Marisa Letícia, morta em 2017, Lula anunciou que se entregaria.

No evento, que se tornou um ato político, o ex-presidente disse que iria se entregar para "enfrentar" a Lava Jato.

O juiz federal Sergio Moro determinou que Lula deveria ter se apresentado à Polícia Federal em Curitiba até as 17h da última sexta (6), mas o prazo foi ignorado pelo petista.

Desde quinta (5), quando Moro decretou sua prisão, o ex-presidente ficou alojado no sindicato, em São Bernardo, cercado por militantes e políticos de esquerda.

A defesa do petista negociava na sexta as condições para que ele se entregasse. A PF descartou enviar agentes ao sindicado para evitar conflitos. 

Lula foi condenado por Moro, em julho de 2017, a 9 anos e 6 meses de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex de Guarujá (SP).

Em janeiro deste ano, o TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) aumentou a pena para 12 anos e um mês de detenção.

Na ação apresentada pelo Ministério Público Federal, Lula é acusado de receber R$ 3,7 milhões de propina da empreiteira OAS em decorrência de contratos da empresa com a Petrobras.

O valor, apontou a acusação, referia-se à cessão pela OAS de apartamento tríplex ao ex-presidente, a reformas feitas pela construtora nesse imóvel e ao transporte e armazenamento de seu acervo presidencial. Moro, porém, absolveu o ex-presidente na acusação sobre o acervo.

A defesa do ex-presidente nega irregularidades e afirma que ele nunca foi dono do apartamento.

Pedidos de habeas corpus para sustar a prisão foram negados no STJ e no STF.

Lula é o primeiro presidente da história do Brasil a ser preso após condenação penal. Em 1980, então líder sindical, ele foi preso por motivos políticos, sob acusação de “incitação à desordem”, no período final da ditadura militar.

Lula nasceu em Garanhuns, agreste pernambucano, em 1945. Migrou para São Paulo aos 7 anos, liderou o movimento sindical contra a ditadura no ABC paulista no final dos anos 1970 e fundou o Partido dos Trabalhadores em 1980, galvanizando a esquerda brasileira nas quatro décadas seguintes.

Elegeu-se presidente em 2002, na sua quarta candidatura, e reelegeu-se em 2006. Sob seu governo, o país acelerou o crescimento da renda e reduziu a pobreza e a desigualdade, acompanhando o que ocorria em outras nações emergentes. 

Recordista de popularidade, ao deixar o cargo elegeu uma novata, Dilma Rousseff, como sucessora. Reeleita em 2014, ela sofreu impeachment em 2016. 

Dois dos maiores escândalos de corrupção já registrados, o mensalão e o petrolão —este último revelado pela Operação Lava Jato—, arrebataram o governo durante o ciclo petista, bem como a mais profunda e extensa recessão em 34 anos.

 

A TRAJETÓRIA DE LULA

1945 Garanhuns
Nasce em Garanhuns (PE). Em 1952, muda-se com a família para o Guarujá (SP) e, três anos depois, para São Paulo

1975 Sindicato
É eleito presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Reeleito em 1978, organiza as primeiras greves do ABC durante a ditadura militar (1964-1985)

1982 Eleição em SP
Na primeira eleição do PT, Lula concorre ao governo de São Paulo e fica em quarto lugar

1986 Deputado
PT elege 16 deputados federais, entre eles Lula (o mais votado do país, com mais de 600 mil votos)

1989 Collor
Concorre à Presidência pela 1ª vez e é derrotado por Collor (PRN)

1992 Impeachment de Collor 
É um dos articuladores da abertura do processo de impeachment de Collor

1994 FHC 1 x 0
Perde eleição à Presidência para Fernando Henrique Cardoso (PSDB) no 1º turno

1998 FHC 2 x 0
Lula disputa mais uma vez com FHC e perde no 1º turno

2002 Presidente
É eleito presidente vencendo José Serra (PSDB). Com a “Carta ao Povo Brasileiro”, o PT firma compromisso com uma política econômica ortodoxa

2006 Reeleição
Lula é reeleito com 60,8% dos votos

2016 Alvo da PF
Torna-se alvo da Lava Jato por suspeitas envolvendo um tríplex em Guarujá e um sítio em Atibaia. Também é investigado na Operação Zelotes

2016 Ministro
Em março, é nomeado por Dilma como ministro da Casa Civil. A medida foi derrubada pelo STF

2017 Morte de Marisa
Marisa Letícia, mulher de Lula, morre em fevereiro, vítima de AVC

2017 Depoimento a Moro
Em maio, Lula depõe ao juiz Sergio Moro, levando uma caravana de petistas a Curitiba

2017 Condenação
Em julho, Lula é condenado por Moro a nove anos e seis meses de prisão no caso do tríplex em Guarujá

2017 Pesquisa
Em dezembro, pesquisa Datafolha traz Lula na liderança em todos os cenários

2018 Julgamento
Em 24 de janeiro, Lula é condenado em segunda instância no caso do tríplex de Guarujá. O petista também teve a pena aumentada para 12 anos e um mês

2018 Caravana
É recebido com reações hostis em sua caravana pelo Sul do país. No penúltimo dia, quatro tiros atingiram dois ônibus da caravana 

2018 Habeas corpus
STF (Supremo Tribunal Federal) nega  habeas corpus pedido pela defesa do ex-presidente

2018 Prisão
Moro determina a prisão de Lula

 

HISTÓRIA DO PT
Altos e baixos do partido

1980 Fundação
Criação do partido foi oficializada em fevereiro Tribunal Superior de Justiça Eleitoral

1982 Primeiro prefeito petista
O então ferramenteiro Gilson Menezes elegeu-se em Diadema, cidade da Grande São Paulo

1984 Diretas Já
Partido tomou parte na mobilização por eleições presidenciais diretas no país

1988 Constituição
PT se recusa a aprovar a Constituição de 88. Anos mais tarde, Lula diria apoiar o texto

1989 Prefeitura de São Paulo
Luiza Erundina é o primeira nome da sigla a assumir a capital paulista

1990 Estreia no Senado
Toma posse o primeiro senador petista, Eduardo Matarazzo Suplicy, que completaria 24 anos de mandatos consecutivos

2002 Celso Daniel
Prefeito petista de Santo André, escolhido para coordenar a campanha presidencial de Lula naquele ano, é assassinado a tiros. Promotoria sustentou que Celso Daniel foi morto por descobrir um esquema de corrupção na prefeitura

2005 Mensalão
Em entrevista à Folha, deputado Roberto Jefferson (PTB) acusa petistas de comprar apoio no Congresso. O mensalão foi o principal escândalo do governo Lula. Foram condenados pela Justiça por corrupção líderes petistas como José Dirceu e José Genoíno

2011 Dilma na Presidência
Dilma Rousseff torna-se a primeira mulher a eleger-se presidente no Brasil

2014 Lava Jato
Polícia Federal deflagra a Operação Lava Jato, que descobre um esquema bilionário de desvios na Petrobras nos governos petistas

2014 Reeleição
Na disputa presidencial mais apertada já vista no país, Dilma vence Aécio Neves (PSDB) no segundo turno com diferença de só 3,26 pontos percentuais

2016 Impeachment
Dilma Rousseff foi afastada temporariamente pelo Senado no dia 12 de maio de 2016. Em 31 de agosto, Dilma perdeu o cargo definitivamente, em votação na mesma Casa, por 61 votos a 20

2016 Fracasso nas eleições
O partido sofre derrota acachapante nas eleições. O eleitorado governado pelo PT na esfera municipal encolheu de 27,6 milhões, em 2012, para 4,4 milhões
 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.