Lula não tomou banho de sol e passa tempo lendo, diz advogado

Advogados discutem condições com a PF para que o ex-presidente receba visitas

Curitiba

Dois dias após sua prisão, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ainda não tomou banho de sol e passa o tempo lendo, segundo o advogado Cristiano Zanin Martins.

Ao sair de visita de duas horas à Superintendência da Polícia Federal do Paraná, onde Lula está preso, nesta segunda (9), Zanin afirmou que está discutindo as condições para que o ex-presidente receba visitas.


"Estamos vendo tudo isso. Seguirá todo o padrão que aqui  existe, embora a gente aguarde a revogacão dessa ordem de prisão", disse, ao deixar o prédio em um táxi.

O banho de sol, diz , "é uma questão interna da Polícia Federal e está sendo organizada internamente".

Normalmente, os presos têm visitas às quarta —exceto os advogados, que podem encontrá-los nos outros dias— e banho de sol de duas horas. 

Como o Painel informou, os defensores têm feito listas das pessoas que Lula deve receber —o ex-presidente quer incluir a senadora Gleisi Hoffmann, presidente do PT.

Zanin não disse se Lula poderá receber visitas já nesta semana. A Polícia Federal do Paraná também não tem informado a quantidade de pessoas que poderão vê-lo.

O advogado disse que Lula ficou "bastante contente" com a vitória do Corinthians neste domingo (8) e que está passando o tempo "principalmente com a leitura".

O ex-presidente lê, segundo ele, "A Elite do Atraso", de Jessé Souza.

Lula não informou se tem ouvido os protestos de apoiadores do lado de fora do prédio.

José Marques, Felipe Bächtold e Catia Seabra

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.