Descrição de chapéu greve dos caminhoneiros

Fato mais importante do dia foi estar aqui, diz Temer no Rio em entrega de carros

Presidente não comentou a crise de abastecimento em razão da greve dos caminhoneiros

Luisa Leite
Rio de Janeiro

Em meio à crise de abastecimento causada pela paralisação de caminhoneiros por todo o país, o presidente Michel Temer fez uma aparição relâmpago na cidade de Porto Real, no estado do Rio de Janeiro, em uma cerimônia que entregou 369 carros ao Ministério dos Direitos Humanos e à Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Presidente Michel Temer durante reunião com ministros em Brasília para discutir a crise dos caminhoneiros
Presidente Michel Temer durante reunião com ministros em Brasília para discutir a crise dos caminhoneiros - Marcos Corrêa/PR/Folhapress

Os veículos foram comprados no segundo semestre de 2017 e serão destinados a conselhos tutelares de todo o país. 

No breve evento, Temer exaltou a importância do trabalho dos conselhos tutelares para a juventude e não mencionou a greve dos caminhoneiros, que chegou nesta quinta (24) ao seu quarto dia.

"Devo registrar que o fato mais importante do dia de hoje foi estar aqui com as senhoras e com os senhores", afirmou o presidente, em um discurso que durou menos de sete minutos. 

 A cerimônia, que contou com o governador Luiz Fernando Pezão (MDB), durou menos de 20 minutos.

Para comparecer à solenidade, o presidente voou de Brasília ao Rio de Janeiro, onde pegou um helicóptero até a fábrica da PSA em Porto Real, município próximo a Resende, cerca de 150 quilômetros da capital. 

Os veículos foram comprados por meio de licitação pública vencida pelo Groupe PSA, empresa francesa detentora de marcas como a Peugeot e Citröen, que possibilita a aquisição potencial de até 1.200 unidades.

A previsão é que mais 600 carros sejam entregues até o final de 2018.

Os carros fazem parte de um conjunto de equipamentos destinados aos conselhos tutelares pelo governo federal. 

O presidente fez uma entrega simbólica da chave de um dos veículos ao prefeito do município de Resende, Diogo Balieiro (PSD).

Ao final do evento, o presidente não falou com os jornalistas.

Após a agenda no estado do Rio de Janeiro, Michel Temer seguiu para Belo Horizonte, em Minas Gerais, para participar de uma cerimônia em comemoração ao Dia da Indústria.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.