Descrição de chapéu Eleições 2018

Rompimento do PP com Márcio França derruba secretário de Meio Ambiente

Maurício Brusadin deixa cargo após partido que o indicou anunciar apoio ao rival Doria

Joelmir Tavares
São Paulo

O divórcio do PP com a candidatura à reeleição de Márcio França (PSB-SP) derrubou o secretário estadual do Meio Ambiente, que havia sido indicado pelo partido.

O economista Maurício Brusadin chegou ao cargo em agosto do ano passado, apadrinhado pelo presidente do Progressistas no estado, deputado federal Guilherme Mussi.

A exoneração do secretário, a pedido dele, foi publicada nesta terça-feira (26). Brusadin colocou o cargo à disposição de França depois que o PP rompeu acordo de apoiá-lo na campanha e fechou aliança com o principal oponente do governador, o ex-prefeito João Doria (PSDB-SP).

"Entendi que ficou difícil para o governador me segurar. Veio uma sinalização do governo e decidi sair", afirma o ex-secretário, que não é filiado ao PP, mas foi indicado para o posto por ter familiaridade com a área e ser amigo de Mussi.

Brusadin foi filiado ao PV (Partido Verde) e contribuiu para a fundação da Rede Sustentabilidade, o partido liderado pela presidenciável Marina Silva.

O ambientalista foi empossado pelo então governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP). Ao assumir o Palácio dos Bandeirantes, em abril, França decidiu mantê-lo, como parte da estratégia para ter o PP em sua chapa. 

Mussi disse na época da posse que Brusadin era adequado para a função por ter um perfil conciliador. O ex-secretário afirma ter feito uma gestão técnica, que obteve avanços na política ambiental.

A pasta, por ora, está sendo chefiada por Eduardo Trani, que até então era o secretário-adjunto.

"Ele ficou em nome da continuidade dos projetos. Espero que seja mantido, para concluir o trabalho que vínhamos desenvolvendo", diz Brusadin, que no momento não tem previsão de assumir outro cargo público.

A revogação do apoio do PP a França foi um forte revés na campanha do atual governador.

“Talvez houve sim um erro de cronograma, de timing: deveríamos ter ampliado as consultas antes de ter tomado a decisão”, disse Mussi ao anunciar o embarque na candidatura de Doria, na semana passada.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.