Descrição de chapéu Eleições 2018

Militante do PC do B fez ataques anônimos a Roseana Sarney em rede social

Após quebra de sigilo, Facebook revela identidade de responsável por página Rosengana Roubalhey

Thais Bilenky
São Paulo

Um militante do PC do B, partido do governador do Maranhão, Flávio Dino, fez ataques com informações inverídicas a Roseana Sarney (MDB) no Facebook.

A pré-candidata ao governo do estado e virtual adversária de Dino, que concorre à reeleição, pediu, e a Justiça autorizou quebra de sigilo da página "Rosengana Roubalhey".

A rede social informou que Fabrício Oliveira está por trás da página. Ele é filiado ao PC do B desde 2016 e, segundo o partido, não exerceu função partidária no período.

A gestão Dino nega ter vínculo com Oliveira.

Oliveira foi preso na quarta-feira (25) por um caso não relacionado ao processo do Facebook.

Há um mês, a Folha noticiou que o pré-candidato a governador de São Paulo João Doria (PSDB) entrou com pedidos similares na Justiça. Com a quebra de sigilo, o tucano identificou que filiados ao PSB estavam por trás de acusações falsas. 

A página "Rosengana Roubalhey", que ele administrava, fez alusão à dúvida que cerca a pré-candidatura de Roseana sobre sua real disposição em disputar. "Nossa, tô numa preguiça de ir fazer campanha... Aff", publicou a página. 

Em outra postagem, fez menção ao pai de santo Bita do Barão, tido como ligado ao ex-presidente José Sarney (MDB), pai de Roseana. A pré-candidata se diz católica e vê associações a religiões com matriz africana como forma de tentar difamá-la.

"Termina essa oração logo, pastor... Hoje é sexta-feira e tem terecô [dança de cultura popular] no terreiro do Bita do Barão. Não posso perder", diz uma.

Em outra publicação, ela é retratada como elitizada. "É pecado comer lagosta, jogar carteado e beber vinho cabernet dia de Corpus Christi?", pergunta.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.