Descrição de chapéu Eleições 2018

Rede, de Marina, negocia aliança com Romário no Rio de Janeiro

Ex-jogador é pré-candidato ao governo do estado pelo Podemos

Italo Nogueira
Rio de Janeiro

A Rede, da presidenciável Marina Silva, tem negociação avançada para uma aliança com o senador Romário (Podemos), pré-candidato ao governo do Rio de Janeiro. As tratativas estão sendo feitas em nível local, sem participação de Marina. Pelo acordo, o deputado Miro Teixeira (Rede) seria um dos candidatos ao Senado da chapa.

A negociação ainda não definiu como se daria a atuação de Romário em relação à disputa presidencial. O Podemos tem como pré-candidato o senador Álvaro Dias.

Romário durante lançamento do seu livro "Um olho na bola, outro no cartola", na livraria Cultura, em SP, em 2017 - Marcus Leoni/Folhapress

Marina tem uma aproximação maior com o pré-candidato Rubem César (PPS), fundador da ONG Viva Rio, mas a candidatura do antropólogo perdeu força com as movimentações nacionais.

César ainda tinha a esperança de conseguir o apoio do PSDB, mas com a adesão do centrão ao presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB), a tendência é que os tucanos apoiem o ex-prefeito Eduardo Paes (DEM) como contrapartida.

O principal entusiasta da aliança com Romário é o deputado Miro Teixeira, para quem Marina ganha ao se associar a um candidato forte. O ex-jogador aparece na liderança nas poucas pesquisas já realizadas no estado.

Na avaliação de colaboradores da presidenciável, pesa contra Romário o fato de ter indicado nomes na prefeitura do Rio de Janeiro durante a gestão do ex-prefeito Eduardo Paes —Marina diz condenar troca-troca de cargos.  

O Rio de Janeiro é considerado um estado central na campanha da candidata da Rede. Terceiro colégio eleitoral do país, ela obteve 31% dos votos válidos no estado em 2014. Sem um palanque forte em São Paulo e em Minas Gerais, uma aliança robusta em território fluminense é vista como importante.

A presidenciável não deu seu posicionamento sobre as negociações, mas delegou ao diretório regional o poder para conduzi-las.

Em 2014, Romário e Marina eram do mesmo partido, o PSB, apesar de não terem feito nenhuma agenda lado a lado.

A candidatura de Romário é vista como realidade pelos postulantes ao Palácio Guanabara. Durante a pré-campanha, o ex-jogador visitou 35 municípios onde instalou diretórios municipais do Podemos.

A convenção regional está marcada para o próximo sábado (28). Além da disposição pessoal, pesa pela candidatura o desejo de Álvaro Dias em contar com um palanque forte no estado.

Romário ainda tenta uma aliança com o PSB, sua ex-sigla.

O ex-governador Anthony Garotinho (PRP), pré-candidato ao cargo, também pretende conversar com o ex-jogador sobre uma possível acordo.
 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.