Descrição de chapéu Eleições 2018

Em retaliação, PDT ameaça lançar candidatos adversários aos do PSB

Partido de Ciro Gomes discute candidatos a governador em Pernambuco, São Paulo e Paraíba

Gustavo Uribe
Brasília

Em uma retaliação, o PDT de Ciro Gomes ameaça romper acordos regionais e lançar candidaturas próprias ao governo estadual que rivalizem com as do PSB.

O partido considera oficializar candidatos em Pernambuco, São Paulo e Paraíba. Os três estados foram os principais articuladores da decisão do PSB de declarar neutralidade na disputa presidencial deste ano.

"Eu defendo que sejam lançadas candidaturas onde for possível para garantir palanques estaduais para o Ciro Gomes", afirma o líder do PDT na Câmara, André Figueiredo (CE).

0
Ciro Gomes na convenção nacional do PDT (Partido Democrático Trabalhista), em Brasília - Pedro Ladeira/Folhapress

No domingo (5), em um acordo nacional com o PT, o PSB não apoiará nenhuma candidatura presidencial. A decisão foi tomada após pressão dos governadores Paulo Câmara (Pernambuco) e Ricardo Coutinho (Paraíba).

Os dois queriam ficar livres para apoiar a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em São Paulo, o governador Márcio França pretendia abrir o palanque a Geraldo Alckmin, do PSDB.

Em resposta, na Paraíba, o PDT pretende confirmar no domingo (5) a candidatura da vice-governadora da Lígia Feliciano. Em troca do apoio do PSB, a ideia inicial era apoiar João Azevedo, candidato do atual governador.

Em Pernambuco, o PDT avalia o lançamento de Túlio Gadelha, filiado ao partido e conhecido por ser namorado da apresentadora Fátima Bernardes, da Globo.

Já em São Paulo, a sigla que ficaria com a vaga de vice-governador do PSB agora pretende ter candidatura própria. Os nomes considerados são dos ex-prefeitos de Osasco, Jorge Lapas, e de Suzano, Marcelo Candido.

Para evitar o isolamento na disputa presidencial, o PDT deu início a negociações com o Avante e o PMN após ser recusado pelo PSB e pelos partidos do chamado centrão.

Para a vaga de vice-presidente de Ciro, são cotados a senadora Kátia Abreu e Juliana Brizola, ambas do PDT, e o deputado federal Sílvio Costa, caso consigam o apoio do Avante.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.