PSB cancela convenção que lançaria Lacerda, mas Justiça mantém reunião

Partido determinou a retirada da candidatura, mas pessebista resiste

Na noite desta sexta (3), o PSB cancelou a convenção do partido em Minas Gerais marcada para a manhã de sábado (4) e que lançaria Márcio Lacerda (PSB) candidato ao governo. Foi convocada outra reunião, no domingo (5), para definir o rumo da sigla. 

Em seguida, também na noite desta sexta, o juiz Nicolau Lupianhes, do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais, decidiu por assegurar a convenção marcada para sábado e a validade das suas deliberações. A decisão também suspende a destituição do comando da sigla em Minas, feita na quinta (2). 

Aliados de Lacerda dizem que não foram informados oficialmente do cancelamento da convenção e que estarão pela manhã no hotel onde ocorrerá a reunião. 

O partido quer impedir a candidatura de Lacerda para cumprir um acordo com o PT, no qual retira o pessebista da disputa para beneficiar a reeleição do governador Fernando Pimentel (PT). Em Pernambuco, o PT retirou a candidatura de Marília Arraes (PT) para apoiar a reeleição de Paulo Câmara (PSB).

Lacerda, no entanto, não aceitou a determinação do partido e afirmou que irá lutar judicialmente para manter sua candidatura. Em resposta, na quinta (2), a direção nacional do PSB interveio e nomeou novos dirigentes em Minas Gerais, ligados ao deputado Júlio Delgado (PSB-MG), que é inimigo de Lacerda. 

Márcio Lacerda resiste ao acordo do PSB para retirar a candidatura ao governo mineiro
Márcio Lacerda resiste ao acordo do PSB para retirar a candidatura ao governo mineiro - Leo Fontes/O Tempo/Folhapress

Nesta sexta (3), a nova direção assumiu e afirmou ter constatado irregularidades na convenção marcada pelos antigos dirigentes, alinhados a Lacerda. Segundo René Vilela, novo presidente do PSB de Minas, havia, por exemplo, delegados filiados a outros partidos aptos a votar. 

Diante disso, a direção nacional do partido publicou um ato anulando a convenção. Segundo Vilela, mesmo que os aliados de Lacerda façam a reunião e o lancem candidato, isso não terá validade. 

A nova convenção será no domingo (5) às 20h ----último dia para comunicar à Justiça Eleitoral quem serão os candidatos do partido para o governo, Senado, Assembleia e Câmara dos Deputados. 

Também nesta sexta, Lacerda entrou com uma ação no Tribunal Superior Eleitoral questionando a mudança da direção do PSB em Minas Gerais. 

O candidato aparecia em terceiro lugar nas pesquisas, atrás de Antonio Anastasia (PT) e Fernando Pimentel (PT), e caminhava para consolidar uma aliança com seis partidos quando foi surpreendido pela decisão do PSB de retirá-lo da disputa.  ​

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.