Descrição de chapéu Eleições 2018

Carros oficiais levam participantes para agenda de campanha de França em SP

Estavam estacionados carros das prefeituras de Morro Agudo, Cordeirópolis e da Assembleia

José Marques Gabriela Sá Pessoa
São Paulo

Carros oficiais transportaram participantes da agenda de campanha do governador Márcio França (PSB) com prefeitos, na manhã desta terça-feira (23).

Carro oficial em evento de campanha do governador Márcio França (PSB) com prefeitos
Carro oficial em evento de campanha do governador Márcio França (PSB) com prefeitos - José Marques/Folhapress

Em hotel no centro de São Paulo, o candidato à reeleição se reuniu com apoiadores para um ato em sua última semana de disputa contra João Doria (PSDB). Segundo a campanha, 314 prefeitos deixaram seus nomes na portaria ---e o governador prometeu a eles  "os dois melhores anos" da vida, caso seja reeleito.

Do lado de fora, estavam estacionados carros da Prefeitura de Morro Agudo (a 380 km da capital), Cordeirópolis (160 km) e do Legislativo de Votorantim (100 km), além de veículos da Assembleia Legislativa, como o utilizado por Gileno Gomes (Pros), e de executivos municipais não identificados.

A mesma prática aconteceu na convenção do PSB, em agosto.

O Ministério Público Eleitoral já ajuizou ações contra a conduta, que é vedada lei eleitoral. No entanto, a jurisprudência da Justiça Eleitoral entende que a infração é de pouca relevância e não condena a prática.

O governo não se posicionou sobre os transportes, mas informa que França chegou no evento em um carro alugado.

A reportagem tenta contato com as prefeituras.

O evento foi marcado por ataques a Doria, que deixou a Prefeitura de São Paulo em abril para concorrer ao governo.

O tucano Paulo Alexandre Barbosa, prefeito de Santos, afirmou que França tem lealdade, e que Doria fugiu da prefeitura em vez de honrar o compromisso.

Já o prefeito de Pirassununga, Ademir Lindo, expulso do PSDB, chamou o ex-prefeito de fascista.

No salão do hotel, os políticos se aglomeraram para assistir ao discurso do governador. Houve empurra-empurra quando França deixou o salão.

Em sua fala, o pessebista voltou a se opor à nacionalização da eleição, como Doria tem feito ao se fiar no eleitorado do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL).

"[A eleição] Se trata agora de caráter. Ou você tem caráter ou você não tem caráter", afirmou, em cutucada no adversário.

No fim da tarde, França disse que "acha ruim" o uso de carro oficial para ir ao evento. "Não devem usar nada oficial, nenhum prefeito tem que usar coisa oficial. Podem fazer isso com carro privado", afirmou.

Em nota, a Prefeitura de Cordeirópolis afirmou que "o veículo oficial fotografado é utilizado pelo gabinete da vice-prefeita, Fatima Celin, que está em São Paulo cumprindo agenda com o objetivo de viabilizar recursos para o município na Assembleia Legislativa de São Paulo".

Erramos: o texto foi alterado

Diferentemente do publicado em versão anterior deste texto, o carro de Votorantim presente no evento não é da Prefeitura, mas do Legislativo

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.