Não é verdade que Amoêdo, do Novo, desistiu de candidatura em apoio a Bolsonaro

Informação falsa circula em corrente de WhatsApp

Sarah Mota Resende
São Paulo

É falsa a informação que circula em uma corrente no aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp de que o presidenciável do partido Novo, João Amoêdo, teria desistido da candidatura em apoio a Jair Bolsonaro, do PSL. 

Tanto o Novo quanto Amoêdo negaram o boato em publicações feitas em redes sociais. 

“A verdade é que o Novo sempre apoiou e sempre apoiará o seu candidato à Presidência da República e todos os candidatos aos cargos majoritários e ao Legislativo, que realmente representam nossos princípios e valores”, diz comunicado feito pela legenda.

A corrente do WhatsApp não tem assinatura, mas começou a circular com mais frequência após um dos fundadores do Novo, Roberto Motta, que não faz mais parte da legenda, gravar um vídeo pedindo votos para Bolsonaro. 

No vídeo, entretanto, Motta não diz que Amoêdo teria desistido de sua candidatura em prol de Bolsonaro. 

Motta é hoje filiado ao PSC (partido que apoia o presidenciável do Podemos, Alvaro Dias) e candidato a deputado federal pelo Rio de Janeiro.

Segundo o Novo, Motta saiu da legenda “por não concordar com o processo seletivo do partido e não conseguir impor seu projeto pessoal”. 

“A turma que apoia Bolsonaro, seus militantes, fazem exatamente as mesmas coisas que a gente crítica tanto em relação aos petistas: ficam divulgando notícias falsas”, disse Amoêdo em vídeo em que desmente a fake news. 

Segundo pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (6), véspera do primeiro turno das eleições de 2018, Bolsonaro tem 40% dos votos válidos, enquanto Amoêdo tem 3%. A margem de erro do levantamento é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.