Não é verdade que Datena gravou vídeo de apoio a Bolsonaro

Gravação original é do dia 3 de julho de 2018 e se refere, na verdade, a Alckmin

São Paulo

É falso o vídeo que indica apoio do apresentador José Luiz Datena ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL). A gravação original é do dia 3 de julho de 2018 e se refere, na verdade, ao candidato Geraldo Alckmin (PSDB).

Datena, à época, havia acabado de lançar seu nome ao Senado pelo Estado de São Paulo e gravou o depoimento para contribuir na campanha do tucano. Menos de duas semanas depois, porém, ele desistiu da disputa. Atualmente, o apresentador afirma que não tem candidato à presidência da República.

0
O apresentador José Luiz Datena na entrega do Grande Prêmio Risadaria Smiles do Humor Brasileiro, em junho de 2017 - Marcus Leoni/Folhapress

O projeto Comprova localizou o vídeo original, que tem 1 minuto e 12 segundos, ao procurar os vídeos compartilhados nas redes sociais de Alckmin no dia 3 de julho, data em a Folha divulgou a declaração do apresentador

O vídeo disseminado como sendo de apoio ao candidato do PSL tem cerca de um minuto de duração. O conteúdo foi editado para três inserções de gravações de Bolsonaro em atividades de campanha, imagens que também não estão no vídeo original. Além disso, o símbolo do PSL foi adicionado no canto superior esquerdo do vídeo.

"Depoimento do apresentador Datena da Band em favor do Bolsonaro, vamos repassar, excelente (sic)", diz o texto de uma publicação com o vídeo no Facebook. O momento em que ele cita o nome de Alckmin, no início da gravação, é suprimido.

O próprio Datena se manifestou, por meio de suas redes sociais, sobre o assunto. “Eu queria deixar bem claro que eu não tenho candidato pra presidente da República e qualquer vídeo que estiver rodando de apoio a quaisquer dos candidatos não é verdadeiro, é fake news. Essa é minha posição oficial, ok?", disse o jornalista em vídeo compartilhado no Instagram.

Segundo o Estado de S. Paulo, o vídeo manipulado passou a ser disseminado após o apresentador da Band entrevistar Jair Bolsonaro, na última sexta (28). Apenas um dos vídeos com a informação falsa, no Facebook, foi visto, até a tarde desta quarta-feira (03), mais de 350 mil vezes e compartilhado outras 34 mil.

Participaram também da apuração deste texto os veículos O Povo e Gazeta Online, que integram o Comprova, projeto que visa identificar, checar e combater rumores, manipulações e notícias falsas sobre as eleições de 2018. É possível sugerir checagens pelo WhatsApp da iniciativa, no número (11) 97795-0022.    

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.