Não é verdade que general Mourão, vice de Bolsonaro, propôs o confisco da poupança

Blog que fez a afirmação no título não trata de poupança em nenhuma parte do texto

São Paulo

É falsa a informação de que o general Hamilton Mourão (PRTB), candidato a vice de Jair Bolsonaro (PSL), propõe o confisco da poupança caso a chapa vença a eleição deste ano.

A notícia falsa se espalhou depois de um blog publicar, no último dia 28 de setembro, um texto que reproduz, com o título errado, uma análise do dia anterior feita pela Folha sobre uma palestra de Mourão na Câmara dos Dirigentes Lojistas de Uruguaiana (RS).

General Hamilton Mourão (PRTB), vice do candidato jair Bolsonaro (PSL), durante campanha em Guarulhos, nesta quinta (4) - Andre Penner/AP

O texto da Folha, intitulado "Mourão propõe renegociar os juros da dívida do governo", não faz nenhuma menção à poupança. No entanto, o blog publicou a reportagem mudando o título para "Mourão também propõe o confisco da poupança" sem que o próprio texto da página apresentasse a suposta proposta do general.

O projeto Comprova fez buscas no Google e no YouTube com as palavras "Mourão", "poupança" e "confisco" e não encontrou nada que confirmasse a suposta declaração do candidato a vice-presidente.

No plano de governo de Bolsonaro, a palavra "poupança" é citada somente uma vez e com o sentido oposto ao do boato. O trecho diz o seguinte: "Seu celular, seu relógio, sua poupança, sua casa, sua moto, seu carro, sua terra são os frutos de seu trabalho e de suas escolhas! São sagrados e não podem ser roubados, invadidos ou expropriados!".

A assessoria de imprensa de Mourão afirmou ao Comprova que o general nunca deu qualquer declaração sobre confisco de poupança.

Publicações no Twitter fazendo menção ao boato tiveram mais de mil retuítes. O material chegou a ser tuitado nesta quarta-feira (3) pelo deputado federal Henrique Fontana (PT-RS). No Facebook, a publicação do blog com o falso título teve 1.500 compartilhamentos. 

Participaram também da apuração deste texto os veículos UOL e BandNews FM, que integram o Comprova, projeto que visa identificar, checar e combater rumores, manipulações e notícias falsas sobre as eleições de 2018. É possível sugerir checagens pelo WhatsApp da iniciativa, no número (11) 97795-0022.    

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.