Descrição de chapéu Eleições 2018

Oscar Maroni promete cerveja grátis caso Bolsonaro seja eleito

Quando Lula foi preso, o empresário gastou mais de R$ 3.000 com a bebida

Patrícia Pasquini
São Paulo

Pela segunda vez, a política serve de motivação para o psicólogo, empresário e candidato a deputado federal pelo Pros, Oscar Maroni, 67, realizar uma festa regada a cerveja grátis. Desta vez, ele condiciona a promessa à vitória de Jair Bolsonaro (PSL) nas eleições de domingo (7).

Em abril deste ano, Maroni cumpriu a mesma promessa caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fosse preso. Na ocasião, ele gastou R$ 3.200 na compra da bebida e recebeu outros R$ 3.000 em doação. 

Conhecido como magnata do sexo e orgulhoso por ser ficha limpa, o dono do Bahamas Club confirmou o evento e a sua participação mesmo se perder a eleição para deputado. 

Oscar Maroni Filho, 67, proprietário do Bahamas Club e candidato a deputado federal pelo Pros
Oscar Maroni Filho, 67, proprietário do Bahamas Club e candidato a deputado federal pelo Pros - Gabriel Cabral - 23.09.2013/Folhapress

“Precisamos mudar radicalmente o nosso país. É um absurdo entregar o comando da política brasileira a um homem julgado e preso. Isso é o caos do caos. É o poste mijando no cachorro. Quero que o Lula viva bastante e apodreça na cadeia, bem velhinho, para servir de exemplo”, diz Maroni.

A festa será na praça Alexander Robert Gate, em Moema, na zona sul de São Paulo, com início previsto para 22h, sem hora para acabar. Dono de um patrimônio orçado em R$ 430 mi, conforme disse à Folha, desta vez Maroni diz que distribuirá 2.700 cervejas. Haverá shows com um DJ e uma banda, cujo nome não foi revelado por questões contratuais, de acordo com o empresário.

Do total de cervejas, 50% será doação de uma marca da bebida e o restante Maroni vai custear. À Folha, ele afirmou ser o único do Pros a apoiar Bolsonaro. “Apoio Bolsonaro porque gosto do seu radicalismo e também porque não temos outra opção. Vamos votar em quem? A Marina Silva, por exemplo... Você viu a cara da Marina Silva? Parece que ela está sempre com fome. Precisamos entregar um prato de comida a ela todo dia”.

Oscar Maroni disse que convidou a família de Bolsonaro para a festa e espera pelo menos que o deputado federal Eduardo Bolsonaro, um dos filhos do capitão reformado, apareça. “Reitero o convite através da Folha. Espero que o Eduardo participe da festa”, reforçou.

No início de setembro, o MPE-SP (Ministério Público Eleitoral de São Paulo) ingressou com uma representação contra o empresário exigindo a retirada imediata dos vídeos de propaganda eleitoral veiculados nas redes sociais. 

O órgão entendeu que o material fazia apologia à prostituição, expondo as mulheres como mercadorias. 

Questionado, Maroni afirmou que respeita as mulheres e defende o livre arbítrio da mulher expor o corpo como quiser.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.