Descrição de chapéu Governo Bolsonaro

Carlos Bolsonaro diz que morte do pai interessa a pessoas que estão por perto

Filho do presidente, vereador não explicou a quem se referia

São Paulo

Filho de Jair Bolsonaro, o vereador Carlos Bolsonaro (PSL) afirmou nesta quarta-feira (28) que a morte do presidente eleito interessa a pessoas "que estão muito perto".

Sem explicar o contexto ou a quem se refere, o vereador fez a declaração no Twitter.

"A morte de Jair Bolsonaro não interessa somente aos inimigos declarados, mas também aos que estão muito perto. Principalmente após de sua posse!" 

E continuou: "É fácil mapear uma pessoa transparente e voluntariosa. Sempre fiz minha parte exaustivamente. Pensem e entendam todo o enredo diário!"

Carlos, 35, atuou como responsável pelas redes sociais do pai em sua trajetória no Congresso e chegou a ser cogitado pelo eleito para assumir a Secretaria de Comunicação do governo. 

Depois, Bolsonaro pai afirmou que a tendência era o assunto não ser levado adiante. Carlos disse que não aceitaria o cargo e que continuaria como vereador no Rio.

Em evento na Vila Militar, no Rio de Janeiro, Bolsonaro evitou comentar diretamente a declaração de seu filho.

"Minha morte interessa a muita gente. Quando recebi a facada, estava muito próximo de mim o elemento. Recentemente ele era filiado ao PSOL. Houve um fato recente de que uma pessoa tentou entrar com a identidade dele na Câmara dos Deputados. No meu entender há uma investigação bastante farta a ser concluída", disse ele.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.