Descrição de chapéu Governo Bolsonaro

Um dia antes da posse, estrutura de transição começa a ser desmontada

Equipe de Bolsonaro trabalhou por 57 dias no CCBB e, a partir desta terça, pode migrar para o Palácio do Planalto

Daniel Carvalho
Brasília

Depois de 57 dias, a equipe do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), começou a deixar o CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil) nesta segunda-feira (31).

A partir desta terça-feira (1º), com a posse do novo presidente da República, a equipe do novo governo pode começar a mudar-se para o Palácio do Planalto e Esplanada dos Ministérios, a cerca de 6 quilômetros de distância do centro cultural.

“Juntando as coisas para mudar de endereço”, disse o futuro ministro Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia) ao chegar ao local pela manhã.

Técnicos começam a desmontar estrutura da transição no CCBB
Técnicos começam a desmontar estrutura da transição no CCBB - Daniel Carvalho/Folhapress

Os futuros ministros da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, e o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) também passaram pelo CCBB neste último dia.
“Arrumar tudo. É muito documento, muito papel, muito presente, muita Bíblia, muito livro. Levar tudo para o gabinete”, disse Damares.

Também pela manhã, técnicos desmontaram parte da estrutura de grades que protegia o acesso por onde Bolsonaro e alguns de seus ministros entravam no CCBB.

Apesar da desmobilização, dois carros da Força Nacional permaneceram na entrada do estacionamento e no acesso do prédio onde foi instalado o quartel-general da transição em 5 de novembro.

Ao contrário dos últimos quase dois meses, a movimentação neste último dia do ano foi tranquila. 
Nem mesmo o restaurante que alimentou servidores da transição, como o futuro ministro Sergio Moro (Justiça) estava aberto.

Também não havia turistas circulando, pois o CCBB não funciona às segundas-feiras.

Nos fundos do centro cultural, grades foram organizadas para montar um cercado onde, no início da manhã desta terça, jornalistas serão recebidos antes de serem revistados e acomodados nos ônibus com destino à Praça dos Três Poderes, ao Congresso Nacional e ao Palácio do Planalto.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.