Descrição de chapéu Governo Bolsonaro

Bolsonaro chega ao Einstein em preparativo para cirurgia de segunda

Presidente se interna para iniciar os preparativos da cirurgia de reconstrução do trânsito intestinal

Maeli Prado
São Paulo

O presidente Jair Bolsonaro chegou por volta das 10h30 deste domingo (27) ao Hospital Israelita Albert Einstein, no Morumbi, zona oeste de São Paulo. O avião do presidente pousou em São Paulo às 10h.

Fazem parte da comitiva de Bolsonaro, que não falou com a imprensa na sua chegada, a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, seu filho Eduardo Bolsonaro, o ministro do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), general Augusto Heleno, o seu porta voz, general Otávio Santana do Rêgo Barros e médicos que o atendem em Brasília. 
 

Comitiva presidencial chega ao Hospital Albert Einstein para internação do presidente Jair Bolsonaro
Comitiva presidencial chega ao Hospital Albert Einstein para internação do presidente Jair Bolsonaro - Adriano Vizoni/Folhapress

O presidente se interna para iniciar os preparativos da cirurgia de reconstrução do trânsito intestinal a que se submeterá na manhã desta segunda (28). Ele ficará 10 dias no hospital.

Segundo o cirurgião Antônio Luiz Macedo, que o acompanha, o procedimento será feito sob anestesia geral e deve levar cerca de três horas. 

Ele diz que o presidente permanecerá internado no hospital por pelo menos dez dias —o vice Hamilton Mourão assumirá a Presidência durante a cirurgia e nas 48 horas após o procedimento.

Pelo Twitter, Eduardo Bolsonaro, que acompanha a equipe, destacou que a chegada para a bateria de exames ocorre em "clima de otimismo".

"[Jair Bolsonaro] vai reconstruir seu intestino, rompido pela facada do ex-militante do PSOL", escreveu.

Bolsonaro foi esfaqueado durante um ato de campanha em Juiz de Fora, Minas Gerais, no dia 6 de setembro de 2018. Ele teve os intestinos grosso e delgado perfurados. Desde então, precisa carregar uma bolsa coletora de fezes, que abandonará depois da cirurgia de segunda.

O procedimento consiste em abrir o abdome e religar as duas pontas do intestino grosso, hoje separadas.

Segundo o cirurgião, os riscos são muito menores do que a operação feita em 12 de setembro, com uma peritonite grave.

"Agora os riscos são menores, mas sempre existe risco em qualquer tipo de cirurgia”, disse. 

Além de Macedo, oito profissionais vão participar do procedimento: dois cirurgiões auxiliares, uma instrumentadora, dois anestesistas, uma enfermeira e dois técnicos de enfermagem.

Em boletim divulgado às 12h35, o Albert Einstein informou que o presidente será examinado nas próximas horas. 

“O Excelentíssimo Presidente da República Jair Bolsonaro deu entrada no Hospital Israelita Albert Einstein às 10h33 deste domingo, dia 27. Nas próximas horas, ele passará por exames e avaliação pré-operatória realizada por uma equipe multidisciplinar”, afirmou o hospital em nota.

O boletim é assinado por Antônio Luiz Macedo, cirurgião, Leandro Echenique, clínico e cardiologista e Miguel Cendoroglo, diretor superintendente do hospital.

De acordo com a assessoria de comunicação da Presidência, o porta voz dará entrevista no hospital às 17h. A previsão é que um novo boletim médico seja divulgado entre 16h e 17h.   ​

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.