Descrição de chapéu Governo Bolsonaro

Damares diz que foi constrangida em loja de Brasília; ministra vestia roupa azul

Ela teria sido questionada pelo vendedor se é menino ou menina

São Paulo | UOL

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, disse por meio de nota que foi constrangida por vendedor em loja de Brasília. Ela teria sido questionada se é menino ou menina por estar com uma roupa azul.

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves
A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves - Sergio Lima - 27.dez.18/AFP

Por meio de sua assessoria de imprensa, declarou: "Como mulher e consumidora fui constrangida pelo vendedor na porta do provador onde experimentei uma roupa. Saí da loja não pelos questionamentos, mas porque deixei de ser atendida na compra".

Depois de afirmar em vídeo que circulou pelas redes sociais na quarta-feira (2) que o Brasil estaria entrando em uma "nova era" em que "meninos vestem azul e meninas vestem rosa", a ministra foi questionada por um vendedor do Brasília Shopping após entrar na loja vestindo, justamente, um tom de azul.

Em vídeo publicado nos por Thiego Amorim no Instagram na quinta (3), Damares aparece visivelmente irritada deixando o estabelecimento. Na sequência, ela também afirma ter se sentido constrangida com as perguntas do funcionário.

Após o episódio, Thiego publicou um novo vídeo afirmando: "A gente, negro, gay, favelado, seja o que for, não deve se calar nunca". Ele ainda diz aguardar a visita do presidente Jair Bolsonaro na loja.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.