PF é avisada de que Battisti vai da Bolívia direto para a Itália

Pela manhã, governo Bolsonaro avaliava que Battisti deveria retornar primeiro ao Brasil

Camila Mattoso
Brasília

A Polícia Federal foi avisada extra-oficialmente que o terrorista italiano Cesare Battisti será transferido da Bolívia diretamente para a Itália

Autoridades da PF brasileira na Bolívia já estão cientes disso.

A informação confirma a declaração do premiê italiano Giuseppe Conte de que Battisti será levado para território italiano. 

Pela manhã, o governo Bolsonaro avaliava que Battisti, preso neste sábado (12) em Santa Cruz de La Sierra, deveria retornar ao Brasil para depois ser extraditado para o território italiano.

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, afirmou que um avião da Polícia Federal iria para a Bolívia para trazer o terrorista italiano ao Brasil.

A avaliação de que o terrorista italiano deveria vir primeiro para o Brasil era uma posição conjunta nos bastidores, inclusive da Polícia Federal.

Uma reunião de emergência foi convocada pelo presidente Bolsonaro no Palácio do Alvorada neste sábado (12) para discutir a prisão.

Além de Heleno, participaram os ministros Sérgio Moro (Justiça) e Ernesto Araújo (Relações Exteriores).

Em uma mensagem no Facebook, o premiê italiano disse que Battisti chegará em Roma nas próximas horas, em um voo direto de Santa Cruz de La Sierra, onde ele foi preso na madrugada deste domingo. 

“Estamos satisfeitos com esse resultado que nosso país espera há muitos anos”, escreveu o premiê, agradecendo o presidente Jair Bolsonaro –com quem disse ter falado– e as autoridades bolivianas. 

Segundo anunciou o ministro da Justiça italiano, Alfonso Bonafede, Battisti será encaminhado para um presídio nos arredores de Roma. Sua chegada é esperada para esta segunda-feira (14).

Cesare Battisti após ser capturado em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia
Cesare Battisti após ser capturado em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia - AFP

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.