Novo presidente da OAB já pediu a cassação de Bolsonaro

Filho de militante morto na ditadura, o advogado Felipe Santa Cruz comandará a entidade até 2022

São Paulo

Em cerimônia realizada na noite desta quinta-feira (31) o advogado Felipe Santa Cruz, 46, foi eleito o novo presidente nacional da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil).

Conselheiro federal e ex-presidente da OAB-RJ, onde ficou por dois mandatos seguidos, Felipe Santa Cruz irá substituir Cláudio Lamachia e comandará a entidade até 2022.

Pernambucano criado no Rio Grande do Sul o advogado se formou na PUC-RJ (Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro) e tem mestrado em direito e sociologia pela UFF (Universidade Federal Fluminense). 

Felipe Santa Cruz é filho de Fernando Santa Cruz, militante de esquerda e desaparecido político desde março de 1974. De acordo com o delegado Cláudio Guerra no livro "Memórias de uma Guerra Suja", o corpo de Fernando Santa Cruz foi queimado na Usina de Cambahyba, na região de Campos, norte do Rio.

Esse histórico, inclusive, fez com que Felipe se opusesse a Jair Bolsonaro, então deputado federal. A desavença começou em 2011, quando, numa palestra na Universidade Federal Fluminense, disse que Fernando Santa Cruz "deve ter morrido bêbado em algum acidente de carnaval".

No comando da OAB-RJ, Felipe, em 2016, pediu a cassação do mandato deputado federal de Jair Bolsonaro por "apologia à tortura", após o parlamentar ter, durante a votação do impeachment de Dilma Rousseff, homenageado o coronel Carlos Brilhante Ustra, que comandou o DOI-Codi em São Paulo.

À época, Felipe afirmou que a imunidade parlamentar não poderia ser utilizada para "salvaguardar atitudes criminosas". 

O advogado Felipe Santa Cruz, 46, foi eleito novo presidente nacional da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil)
O advogado Felipe Santa Cruz, 46, foi eleito novo presidente nacional da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) - Livia Sá/Folhapress

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.