Descrição de chapéu Lava Jato

Petistas falam em 'maldade' e 'processo viciado' após nova condenação de Lula

Outras personalidades do mundo político também repercutiram a condenação do ex-presidente

Angela Boldrini Daniel Carvalho
Brasília

Petistas criticaram na Câmara a decisão que condenou o ex-presidente Lula no caso do sítio de Atibaia, nesta quarta-feira (6).

"É um processo totalmente viciado, contaminado por uma conduta ideológica", afirmou o líder do partido na Câmara, Paulo Pimenta (RS). "É uma sentença ilegal, que contraria toda a jurisprudência."

A presidente do partido, Gleisi Hoffmann (PR), também questionou o processo que deu origem à sentença de 12 anos e 11 meses de reclusão, pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

A presidente nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR)
A presidente nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR) - Pedro Ladeira - 22.out.2018/Folhapress

"Nós ficamos nos perguntando por que tanta maldade com o Lula", disse ela a jornalistas.

O ex-senador Lindbergh Farias (PT-RJ) também acusou o processo de ser partidarizado contra o petista.

"Ele é muito perigoso porque representa e fala no coração do povo pobre desse país. O mundo inteiro sabe que Lula é um preso político", disse o petista, em rede social.

O ex-presidenciável Guilherme Boulos (PSOL) questionou o fato de Lula estar preso enquanto outros políticos investigados permanecem livres.

A ex-presidente Dilma Rousseff (PT), sucessora de Lula no Planalto, afirmou em rede social que a intenção da nova condenação é a retirada de Lula da vida política. "Na prática, as duas condenações somadas tentam lhe impor uma prisão perpétua", escreveu.

Outros parlamentares também repercutiram a condenação do ex-presidente na Lava Jato.

"Uma condenação judicial não tem o que se dizer. Condenação judicial se cumpre e se recorre", disse o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Já o filho do presidente Jair Bolsonaro, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), usou o microfone do plenário da Casa para comemorar a condenação.

"O Lula está preso, babaca", gritou para o deputado petista Henrique Fontana (RS), usando frase de Cid Gomes (PDT-CE) da campanha eleitoral que virou meme entre os apoiadores do presidente.​

Também do PSL-SP, o senador Major Olímpio comemorou a condenação de Lula e afirmou que o Brasil "está deixando de ser o país da impunidade para corruptos". "A nova condenação do Lula, mais do que justa, é exemplar e um recado que o Brasil está mudando para muito melhor e a Justiça está colaborando com isso", disse, em rede social.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), também foi às redes sociais para elogiar a sentença proferida pela juíza substituta de Moro na Lava Jato.

"Parabéns à juíza Gabriela Hardt. Lula continuará preso com mais esta condenação e não sairá tão cedo da cadeia. A Lava Jato segue em boas mãos!"​

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.