Voto em eleição na Câmara será secreto, diz deputado que comandará a sessão

Constituição e regimento da Casa, segundo Gonzaga Patriota, determinam votação secreta

Brasília

A votação para eleger a Mesa Diretora da Câmara será secreta, afirmou nesta sexta-feira (1º) o deputado Gonzaga Patriota (PSB-PE), que irá presidir a sessão.

A Constituição e o regimento da Casa, segundo ele, determinam votação secreta. “E é o que eu vou fazer. Eu respeito os movimentos sociais. Vamos tentar alterar esse regimento e colocar [votação aberta] a partir da próxima [eleição], porque eu gosto de votar abertamente, mas não posso”, declarou o deputado.

Patriota também informou que irá aceitar candidaturas à presidência da Câmara mesmo se o deputado tiver idade inferior a 35 anos, caso do deputado Marcel van Hattem (Novo-RS). “O candidato à presidente da Câmara não precisa ter 35 anos, só se ele fosse candidato à Presidência da República. Se alguém levantar essa questão de ordem, nós vamos rejeitar”, afirmou.

O presidente da República não pode ter menos de 35 anos. Como o presidente da Câmara entra na linha sucessória do Palácio do Planalto, há uma discussão se o deputado que comandará a Casa pode ter idade inferior ao previsto na Constituição para a Presidência da República.

Thiago Resende, Angela Boldrini , Marina Dias e Ricardo Della Coletta
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.