Assinatura grátis da Folha para professores melhora ensino, dizem educadores

Com a parceria do jornal com o Google, docente tem acesso grátis por 1 ano

São Paulo

A iniciativa da Folha de oferecer assinaturas digitais grátis a professores da rede pública de todo o país aumenta o repertório dos docentes e contribui para a melhora da qualidade do ensino, afirmam educadores. 

Em parceria com o Google, a Folha oferece gratuitamente a assinatura aos professores por um ano. Após os 12 primeiros meses, a assinatura do docente ainda será renovada com um desconto automático e permanente de 33% em cima do valor cheio, o que hoje representaria o valor de R$ 19,99 ao mês.

"A iniciativa possibilita aos professores ampliar seu repertório e discutir com os estudantes as várias formas de interpretar os fatos relevantes do Brasil e do mundo", disse o ex-secretário municipal de Educação de São Paulo Alexandre Schneider, atualmente pesquisador da FGV.

"Mais e qualificadas informações políticas, econômicas e culturais são ferramentas importantes para melhorar a ambiência escolar e encurtar distância entre professor e aluno", disse o presidente do Sinpeem (sindicato dos professores em São Paulo), Claudio Fonseca.

"Neste momento de individualismo extremado, a Folha dá um belo exemplo de como se pode colocar ferramentas disponíveis para os profissionais de educação, que podem melhorar os indicadores de desempenho do sistema de ensino", completou Fonseca.

Presidente do Instituto Palavra Aberta (entidade que tem combatido a desinformação nos meios digitais), Patricia Blanco disse que a oferta de assinaturas grátis a professores "é fundamental neste momento de grande fluxo de informação sem nenhuma curadoria".

"O conteúdo da Folha é bem apurado, mostra o contraditório, algo essencial para os professores que depois levarão essas informações para seus alunos", disse Blanco.

O caminho para fazer a assinatura é bem simples. Basta ter uma conta do Google, como o Gmail, acessar o endereço www.assinefolha.com.br/professores e incluir três dados para identificação: o CPF, o nome da escola e o registro profissional do professor. 

O docente que ainda não tiver uma conta do Google terá o caminho para fazê-la no momento da assinatura gratuita.

Os professores assinantes terão acesso a todo o conteúdo digital da Folha, como a edição diária do jornal, as últimas notícias, o acervo completo desde 1921, colunas e blogs com debates e diversidade de opiniões e uma ampla agenda de eventos culturais, além de infográficos, pesquisas, fotografias, charges e tirinhas.

A iniciativa oferece ao professor a oportunidade de estar sempre bem informado e mais bem preparado para aulas e debates com os estudantes. “O objetivo dessa parceria da Folha com Google é colaborar com a melhoria da qualidade da educação do país, com acesso a um jornalismo de qualidade”, afirma Antonio Manuel Teixeira Mendes, superintendente da Grupo Folha.

PASSO A PASSO PARA ASSINATURA GRATUITA

1) Ter uma conta no Google, como o Gmail. O professor que ainda não a tiver terá o caminho para fazê-la no momento da assinatura —basta seguir as próximas etapas

2) Acessar o endereço www.assinefolha.com.br/professores

3) Incluir três dados para identificação: CPF, nome da escola e registro profissional do professor

4) Clicar em “Assine com o Google”, no lado esquerdo inferior da tela

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.