Sem Carlos Bolsonaro, Mourão recebe medalha na Câmara do Rio

Vereador saiu da câmara antes da premiação; vice faz discurso otimista sobre governo

Italo Nogueira
Rio de Janeiro

O vice-presidente Hamilton Mourão recebeu nesta segunda-feira (17) a Medalha Pedro Ernesto na Câmara Municipal do Rio de Janeiro. Vereador, Carlos Bolsonaro (PSC), filho do presidente Jair Bolsonaro, saiu da Casa minutos antes da solenidade de premiação.

Carlos ataca com frequência o vice nas redes sociais. Após bate-boca público, Mourão se recolheu e tem evitado alimentar respostas.

A medalha recebida pelo vice foi proposta pelo ex-vereador Jimmy Pereira (PRTB). Carlos foi um dos membros da Câmara que a assinaram, tendo publicado foto do documento no primeiro dia em que esteve na Casa após o pai assumir a presidência.

Num discurso com poucas referências políticas, Mourão disse apenas que tinha uma mensagem de "fé e otimismo" do governo Jair Bolsonaro.

"Não temos que estar deprimidos. Temos que estar contentes, satisfeitos porque vamos superar todas essas dificuldades. Porque foi para superar essas dificuldades que o presidente Bolsonaro foi eleito", afirmou Mourão.

A imprensa teve dificuldades para acompanhar o evento. A vice-presidência autorizou apenas a entrada de cinegrafistas ao plenário da Câmara, sob a justificativa de falta de espaço.

A área usada pela imprensa na cobertura do dia a dia da Câmara, contudo, ficou com lugares e cadeiras vagas. Apenas a Folha teve acesso à galeria porque teve credenciamento aprovado previamente.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.