Subchefe de assuntos jurídicos deve assumir Secretaria-Geral

Jorge Antonio de Oliveira Francisco deve assumir o posto do general Floriano Peixoto, transferido para o comando dos Correios

Brasília

O subchefe de assuntos jurídicos da Casa Civil, Jorge Antonio de Oliveira Francisco, deve assumir o posto de ministro da Secretaria-Geral da Presidência. Ele vai ocupar o cargo do general Floriano Peixoto, transferido nesta quinta (20) para o comando dos Correios. 


Auxiliares do presidente Jair Bolsonaro (PSL) dizem que está sendo avaliada a possibilidade de Oliveira acumular as duas funções. Advogado e policial militar da reserva, ele é tido como um dos nomes de mais confiança do presidente no Palácio do Planalto. 


Antes de assumir a função no governo, Oliveira era assessor do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) na Câmara. A relação com a família Bolsonaro é longa. O pai do atual subchefe assessorou o presidente por mais de 20 anos na Casa. 


A troca no comando da Secretaria-Geral ocorre na sequência de mudanças na estrutura ministerial do Palácio do Planalto.

Na quarta (19), o presidente publicou em edição do Diário Oficial da União uma medida provisória  que altera as atribuições de três das quatro pastas que ficam no prédio.


Numa das mudanças, a Secretaria-Geral passa a ter sob seu comando a imprensa nacional - responsável pela publicação do Diário Oficial, por exemplo - e a SAJ (subchefia de Assuntos Jurídicos). 

O presidente Jair Bolsonaro durante a 27ª Marcha para Jesus, na zona norte de São Paulo, nesta quinta-feira (20) - Jales Valquer/FramePhoto/Folhapress

O órgão é responsável por toda análise jurídica de atos assinados pelo presidente e tradicionalmente ficava vinculado à Casa Civil. 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.