Michelle Bolsonaro passa por cirurgia para corrigir desvio de septo

Operação no nariz foi feita em hospital militar com o qual a Presidência tem convênio

Talita Fernandes
Brasília

A primeira-dama Michelle Bolsonaro foi submetida a uma cirurgia neste sábado (27) para correção de desvio de septo.

De acordo com a assessoria do Palácio do Planalto, Michelle foi operada no HFA (Hospital das Forças Armadas), com o qual a Presidência da República tem convênio.

A cirurgia no nariz estava marcada com antecedência, e a primeira-dama teve alta e já está em casa, no Palácio da Alvorada.

O septo é a estrutura que fica no meio do nariz e o divide em duas partes. É comum que essa parede não seja totalmente reta, o que leva os médicos a indicarem a cirurgia. Se a curvatura for significativa, a passagem de ar em uma ou em ambas as fossas nasais pode ficar prejudicada.

O HFA, onde Michelle se submeteu à operação, foi o responsável por pagar cerca de R$ 400 mil referentes à internação do presidente Jair Bolsonaro (PSL) no hospital Albert Einstein, entre janeiro e fevereiro deste ano.

Ele teve que fazer cirurgias para concluir sua recuperação após a facada que sofreu durante a campanha.

A assessoria de imprensa da Presidência não divulgou mais detalhes sobre o procedimento cirúrgico ou sobre quem acompanhou Michelle.

Jair Bolsonaro passou o dia fora de Brasília. Ele decolou às 8h15 para o Rio de Janeiro, onde participou da brevetação de novos paraquedistas do Exército

À tarde, embarcou para São Paulo, onde assistiu à noite a partida entre Vasco e Palmeiras pelo Campeonato Brasileiro.

Durante o evento no Rio, o presidente comentou a carona a familiares seus em um helicóptero da FAB (Força Aérea Brasileira) para o casamento do filho Eduardo, em maio.

"A minha família ia comigo. Eu vou negar o helicóptero a ir para lá e mandar ir de carro?", afirmou ele, ao ser questionado sobre o assunto. A Presidência informou que o voo foi autorizado por razões de segurança.

Na ocasião, um grupo de cerca de dez parentes de Bolsonaro que vivem no Vale do Ribeira, em São Paulo, se deslocou até o Rio para o casamento do deputado federal, que foi indicado pelo pai para ser embaixador do Brasil em Washington.

Na terça-feira (23), em viagem a Vitória da Conquista (BA), o presidente mencionou indiretamente a primeira-dama, durante discurso feito em meio a críticas de nordestinos por ele ter usado o termo "paraíbas" para se referir às pessoas da região.

“Eu amo o Nordeste. Afinal de contas a minha filha [Laura, a caçula] tem em suas veias sangue de cabra da peste. Cabra da peste de Crateús, de nosso estado aqui mais acima, o Ceará”, disse ele, em referência à origem do pai de Michelle.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.