Bolsonaro diz que JN 'não tem mais teta' e que Globo é uma empresa 'ditatorial'

Presidente respondeu a uma pergunta sobre o aniversário de 50 anos do Jornal Nacional

Brasília

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) atacou nesta quarta-feira (4) a Rede Globo e o Jornal Nacional, principal telejornal da emissora. Ele disse que o telejornal "não tem mais teta" ou "propaganda oficial do governo". 

O presidente Jair Bolsonaro durante evento em Brasília - Lúcio Távora - 3.set.2019/Xinhua

Ao sair do Palácio da Alvorada para cumprir uma agenda em Anápolis (GO), Bolsonaro respondeu a uma pergunta sobre o aniversário de 50 anos do Jornal Nacional e ironizou o fato de a TV Globo ter sido fundada em 1965, durante a ditadura militar. 

A pergunta partiu de um representante da Folha do Brasil, plataforma online alinhada ao presidente. ​

"Olha só imprensa brasileira, vocês falam tanto em ditadura. Ela [ditadura] se prima, entre outras coisas, por fechamento de jornais, rádio e televisões. A TV Globo nasceu em 1965, é uma empresa então ditatorial", disse Bolsonaro. 

"A [revista] Veja nasceu em 1968. Agora o JN se prestou, como não tem mais teta, não estão mamando mais, não tem mais propaganda oficial do governo. O esporte agora é me atacar. Não vão conseguir, o couro aqui é grosso", complementou o presidente.

Procurada, a Rede Globo disse que não comentará as declarações do presidente.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.