Bolsonaro pilota moto em Guarujá em rota de tríplex que provocou a prisão de Lula

Para especialista em trânsito, presidente comete infração leve ao deixar de afivelar capacete

Guarujá (SP)

O presidente Jair Bolsonaro aproveitou o Carnaval para passear de moto pelas ruas de Guarujá, no litoral paulista, onde está hospedado desde a última sexta-feira (21).

Bolsonaro e sua comitiva deixaram o hotel militar do Forte dos Andradas por volta das 16h. Eles ficaram por pouco mais de uma hora fora do local. Durante o período, o presidente dirigiu uma moto Honda modelo XRE 300. 

No trajeto, ele passou pelo condomínio Solaris, na praia das Astúrias, onde fica o tríplex atribuído ao ex-presidente Lula, que levou o líder petista à prisão em 2018.

O presidente Jair Bolsonaro passa em frente ao condomínio Solaris, em Guarujá (SP), nesta segunda-feira (24)
O presidente Jair Bolsonaro passa em frente ao condomínio Solaris, onde fica o tríplex, em Guarujá (SP), nesta segunda-feira (24) - Vanessa Rodrigues/A Tribuna/Folhapress

O político ficou boa parte do passeio em uma padaria na avenida dos Caiçaras, no bairro Jardim Las Palmas, cumprimentando apoiadores. Depois, já próximo da fortificação, ainda parou para saudar pessoas que estavam na rua em um bar.

Essa não é a primeira "escapada" de moto de Bolsonaro nas visitas à cidade. Logo em sua primeira visita, em abril do último ano, o presidente ficou por cerca de 20 minutos tirando selfies com apoiadores.

Da outra vez, Bolsonaro foi flagrado circulando com o capacete levantado. Desta vez, a segurança pessoal do presidente e policiais impediram a aproximação da imprensa, mas, em ao menos um trecho da viagem, ele estava sem o dispositivo de segurança afivelado.

Maurício Januzzi, ex-presidente da Comissão de Trânsito da OAB-SP (Ordem dos Advogados do Brasil), diz que a falha pode ser considerada uma infração leve, sujeita a três pontos na CNH e multa de R$ 88,38. 

"O presidente cometeu uma infração pelo artigo 169 (dirigir sem atenção ou sem os cuidados indispensáveis à segurança) do Código de Trânsito. Ele está usando o capacete, o que evita uma infração gravíssima, mas de maneira incorreta por não ter afivelado o dispositivo de segurança", afirma. 

Nesta segunda, assim como no domingo (23), Bolsonaro evitou jornalistas na saída e também na volta ao Forte.

Pela quarta vez em Guarujá desde que assumiu a Presidência da República, Bolsonaro também esteve na Fortaleza de Itaipu, em Praia Grande, no domingo.

O presidente disse que deve retornar a Brasília somente na quinta-feira (27). Ele viajou ao lado da filha mais nova, Laura, do segundo filho, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), além do deputado Hélio Lopes (PSL-RJ).

Mais tarde nesta segunda, Bolsonaro deixou, de carro, o forte e seguiu para um restaurante a 500 metros de onde está hospedado, localizado dentro de um hotel, na praia do Tombo.

"Vou em um podrão que arrumaram aí. Aqui também chama podrão?", disse o presidente, que permaneceu cerca de 30 minutos no local.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.