Descrição de chapéu Folha Mulher

Bolsonaro não é cristão coisa nenhuma, dizem evangélicas em protesto na Paulista

Coletivo formado por nove organizações religiosas participa de manifestação pelo Dia Internacional da Mulher

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Um coletivo formado por nove organizações religiosas entoava “quem é cristão não apoia a ditadura, Bolsonaro não é cristão coisa nenhuma” na manifestação pelo Dia Internacional da Mulher, celebrado neste domingo (8), na avenida Paulista, centro de São Paulo.

Integrante do grupo Evangélicas pela Igualdade de Gênero, a assistente social Priscila Queiroz, 31, diz que veio lutar contra o governo, o machismo e o patriarcado.

Integrantes de grupos religiosos participam de ato na avenida Paulista no Dia Internacional da Mulher
Integrantes de grupos religiosos participam de ato na avenida Paulista no Dia Internacional da Mulher - Júlia Zaremba/Folhapress

“Viemos porque é importante mostrar que o Bolsonaro não representa todos os evangélicos e as evangélicas, ao contrário do que a maioria das pessoas pensa”, diz.

A também assistente social Michelle Dias, 34, foi mostrar que “nem todo evangélico é conservador.”

“O mandamento que Jesus trouxe foi o amor, o acolhimento. Qualquer ato que desumaniza o outro, como homofobia, racismo, misoginia e xenofobia, nós compreendemos como pecado estrutural.”

Os evangélicos são considerados um dos pilares da base de apoio do governo Bolsonaro, mas feministas evangélicas têm tentando romper preconceito nas igrejas e a imagem de esquerdistas.

Elas são minoria no segmento evangélico. Pesquisa Datafolha divulgada em abril de 2019 mostra que 32% delas se dizem feministas, ante 40% das católicas e 57% entre mulheres que não têm religião.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.