Descrição de chapéu Folha Mulher

Bolsonaro não é cristão coisa nenhuma, dizem evangélicas em protesto na Paulista

Coletivo formado por nove organizações religiosas participa de manifestação pelo Dia Internacional da Mulher

São Paulo

Um coletivo formado por nove organizações religiosas entoava “quem é cristão não apoia a ditadura, Bolsonaro não é cristão coisa nenhuma” na manifestação pelo Dia Internacional da Mulher, celebrado neste domingo (8), na avenida Paulista, centro de São Paulo.

Integrante do grupo Evangélicas pela Igualdade de Gênero, a assistente social Priscila Queiroz, 31, diz que veio lutar contra o governo, o machismo e o patriarcado.

Integrantes de grupos religiosos participam de ato na avenida Paulista no Dia Internacional da Mulher
Integrantes de grupos religiosos participam de ato na avenida Paulista no Dia Internacional da Mulher - Júlia Zaremba/Folhapress

“Viemos porque é importante mostrar que o Bolsonaro não representa todos os evangélicos e as evangélicas, ao contrário do que a maioria das pessoas pensa”, diz.

A também assistente social Michelle Dias, 34, foi mostrar que “nem todo evangélico é conservador.”

“O mandamento que Jesus trouxe foi o amor, o acolhimento. Qualquer ato que desumaniza o outro, como homofobia, racismo, misoginia e xenofobia, nós compreendemos como pecado estrutural.”

Os evangélicos são considerados um dos pilares da base de apoio do governo Bolsonaro, mas feministas evangélicas têm tentando romper preconceito nas igrejas e a imagem de esquerdistas.

Elas são minoria no segmento evangélico. Pesquisa Datafolha divulgada em abril de 2019 mostra que 32% delas se dizem feministas, ante 40% das católicas e 57% entre mulheres que não têm religião.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.