'Bolsonaro vai cair se o senhor sair', disse Zambelli a Moro antes de saída

Deputada falou em nome do presidente em conversas com o então ministro da Justiça

São Paulo | do UOL

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) fez um apelo ao então ministro Sergio Moro no dia 23 de abril, um dia antes do ex-juiz anunciar sua demissão do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Segundo a deputada, o presidente Jair "Bolsonaro vai cair se o senhor [Moro] sair". Ela ainda falou em nome do presidente em conversas com Moro.

As declarações estão em troca de mensagens entre Moro e Zambelli que foram divulgadas pela GloboNews. As mensagens estão no inquérito que apura se Bolsonaro tentou interferir na Polícia Federal.

O ex-ministro da Justiça Sergio Moro após pronunciamento no qual anunciou sua demissão do cargo
O ex-ministro da Justiça Sergio Moro após pronunciamento no qual anunciou sua demissão do cargo - Pedro Ladeira - 24.abr.2020 /Folhapress

Moro anunciou sua demissão em 24 de abril e afirmou que o presidente interferiu na instituição ao exonerar Mauricio Valeixo do cargo de diretor-geral da PF.

Ontem, Zambelli afirmou à Polícia Federal que não conversou com Bolsonaro sobre negociar a permanência de Moro no governo federal em troca de uma vaga de ministro do STF (Supremo Tribunal Federal). Disse também que não falou sobre o assunto "com pessoas em nome do presidente Jair Bolsonaro".

De acordo com a GloboNews, no dia 17 de abril, Zambelli questionou Mauricio Valeixo no cargo de diretor-geral da PF em mensagem enviada a Moro.

  • Zambelli: "Ministro, como usual, vou usar de 100% de sinceridade. O doutor Valeixo é o homem certo para dirigir a PF? Uma mudança agora seria muito bem-vinda. Os casos da Lava Jato no Congresso precisam andar. Por favor, faça algo urgente".
  • Moro: "O Valeixo manteve a prisão do Lula diante da ordem ilegal de soltura do desembargador do Rio Grande do Sul. Se algo demora na Lava Jato no STF, não é pela PF, mas em relação a outras pessoas".
  • Zambelli: "Converse olho no olho com o presidente e explique tudo isso. Por favor, ministro. Pergunte onde ele quer ajudar, abra a comunicação".
  • Moro: "Já foi falado 1 milhão de vezes".
  • Zambelli: "Ontem, ele me disse que você era desarmamentista. Acho que vocês tiveram algo recente, e ele não confia no Valeixo".
  • Moro: "Eu acho que ele deveria confiar em mim."

Na véspera do anúncio de demissão de Moro, a deputada procurou o ex-juiz novamente.

  • Zambelli: "Valeixo pediu demissão? O PR [Presidente da República] propôs o seguinte: Já que o Valeixo pediu para sair, deixa o cargo vago por alguns dias. Vocês conversam com calma, se conhecem melhor, o que está faltando desde o começo do mandato, e decidem juntos um nome. O que você acha? Pode só me responder se o Valeixo realmente pediu demissão?".
  • Moro: "Não pediu demissão".

Em outra troca de mensagens, Zambelli tentou falar pessoalmente com Moro minutos antes do ex-juiz anunciar sua demissão.

  • Zambelli: "Estou aqui no MJ [Ministério da Justiça], no seu andar. Por favor, me dá 5 minutos. Por favor, deixa eu só falar com você. Estou com o Lucas. Deixa eu entrar só 5 minutos. O Planalto que pediu, mas não estou indo como parlamentar, mas como sua admiradora. O Brasil precisa de você".
  • Moro: "Se o presidente anular o decreto de exoneração [do Valeixo], ok".
  • Zambelli: "Vou lá tentar falar com ele"

No dia 23 de abril, um dia antes da demissão de Moro, a deputada voltou a mandar mensagens para Moro.

  • Zambelli: "O Brasil depende do senhor estar no MJ"
  • Zambelli: "Bolsonaro vai cair se o senhor sair".

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.