Descrição de chapéu Eleições 2020

Em Porto Velho, prefeito Hildon Chaves enfrentará vereadora no segundo turno

Vinícius Miguel (Cidadania) foi o terceiro mais votado; pleito na capital de Rondônia teve 15 candidatos

Rio de Janeiro

Na capital de Rondônia, o prefeito Hildon Chaves (PSDB) alcançou 34,01% dos votos válidos e abriu larga vantagem sobre a segunda mais votada, a vereadora Cristiane Lopes (PP), com 14,32%, a quem enfrentará no segundo turno nas eleições deste ano​.

Levantamentos do Ibope mostravam que Hildon Chaves já tinha ampla vantagem sobre os adversários desde 14 de outubro. O prefeito foi ampliando essa diferença e, na pesquisa de 11 de novembro, aparecia com 32% das intenções de voto.

Por outro lado, Chaves acumula um índice de rejeição de 25% e foi o terceiro mais rejeitado entre os candidatos no primeiro turno. Segundo o Ibope, 14% dos eleitores disseram que não votariam de jeito nenhum em Cristiane Lopes.

 Hildon Chaves, prefeito de Porto Velho e candidato à reeleição, durante a votação
Hildon Chaves, prefeito de Porto Velho e candidato à reeleição, durante a votação - Reprodução/Facebook

As pesquisas eleitorais indicavam que a candidata havia apresentado leve ascensão ao longo da campanha. No levantamento Ibope de 14 de outubro, ela tinha 9% das intenções de voto. Em 11 de novembro, chegou a 12%.Hildon Chaves, 52, é advogado e foi promotor em Rondônia. Em 2013, deixou o Ministério Público, segundo ele, para se dedicar a empresas do ramo da educação das quais é dono.

Cristiane Lopes, 36, é vereadora em Porto Velho e atuou como jornalista. Em 2018, concorreu a deputada federal, mas não foi eleita. ​

A vereadora Cristiane Lopes, candidata à prefeitura de Porto Velho
A vereadora Cristiane Lopes, candidata à prefeitura de Porto Velho - Reprodução/Facebook

Vinícius Miguel (Cidadania) foi o terceiro mais votado, com 13,36% dos votos válidos. Nas pesquisas eleitorais, chegou a abrir vantagem para Lopes, mas acabou sendo ultrapassado pela vereadora.

Concorreram, ainda, outros 12 candidatos: Dr. Breno Mendes (Avante), Coronel Ronaldo Flores (Solidariedade), Lindomar Garçon (Republicanos), Pimentel (MDB), Ramon Cujuí (PT), Sargento Eyder Brasil (PSL), Samuel Costa (PC do B), Pimenta de Rondônia (PSOL), Edvaldo Soares (PSC), Leonel Bertolin (PTB), Pastor Leonardo Luz (PRTB) e Geneci Gonçalves (PSTU).

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.