Descrição de chapéu jornalismo

Trabalhos da Folha recebem 8 medalhas em premiação internacional de design

Jornal foi veículo brasileiro mais laureado no ÑH2020

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A Folha recebeu oito medalhas no concurso internacional de design de notícias ÑH2020 - Lo Mejor del Diseño Periodístico de España, Portugal y América Latina. O prêmio é organizado pelas seções espanhola e sul-americana da Society for News Design (SND).

A SND é a principal entidade de jornalismo visual e design de notícias do mundo.

A lista completa de distinções do ÑH2020 foi divulgada nesta sexta-feira (18), de forma virtual, por causa da pandemia do novo coronavírus. Os 17 jurados fizeram a avaliação também a distância.

Ao todo, concorreram 1.888 trabalhos, inscritos por 102 veículos de 14 países das regiões participantes —entre eles 58 veículos espanhóis e 9 brasileiros, os países mais representados na premiação. A organização distribuiu 259 medalhas (16 de ouro, 60 de prata e 183 de bronze).

A Folha foi a mídia brasileira mais laureada, com oito medalhas: uma de ouro, uma de prata e seis de bronze.

O ouro foi na categoria séries de veículos diários ou semanais, para o especial Os Americanos. Em três capítulos, as reportagens de Marina Dias e Lalo de Almeida mostraram a região do Cinturão da Ferrugem, nos EUA, traçando um perfil de estados decisivos para a vitória de Donald Trump em 2016.

Também entre as séries, o especial Estado Alterado —que mostrou como diferentes países lidam com os desafios impostos pela produção, distribuição e consumo de entorpecentes— levou prata.

Duas Primeiras Páginas da Folha durante a pandemia receberam distinções de bronze na categoria capa: as que registraram as marcas de um morto por minuto pela Covid-19 no país (em 5 de junho) e de 100 mil mortes (em 9 de agosto).

A capa da editoria de Saúde deste mesmo dia também foi premiada, com uma medalha de prata na categoria de páginas internas.


Na versão impressa, o jornal ainda recebeu medalhas de bronze pela capa do especial “A (in)sustentabilidade da moda” e pela infografia “Todas as manchetes de 2019”, publicada na Folha Corrida no último dia do ano passado.

Nas categorias digitais, a Folha recebeu mais um bronze, pelo especial “Como está o Museu Nacional um ano depois do incêndio”, publicado em setembro de 2019.

Entre veículos brasileiros, o ÑH2020 ainda premiou os jornais O Globo (três trabalhos impressos e um digital) e O Povo (dois trabalhos impressos), a revista Veja Saúde (um impresso) e o site Metrópoles (um digital).

A editora de Imagem da Folha, Thea Severino, fez parte do júri —ela não votou em conteúdos do jornal.

Redação da Folha esvaziada no início da quarentena imposta por causa da pandemia do coronavírus - Eduardo Knapp - 9.abr.20/Folhapress
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.