Ex-prefeito de Santo André, Aidan Ravin morre aos 59 anos

Político se recuperava de sequelas em decorrência da Covid-19, que contraiu em maio de 2020

São Paulo | UOL

Ex-prefeito de Santo André, Aidan Ravin (Republicanos) morreu neste domingo (10) aos 59 anos de idade. Ravin comandou a cidade da região metropolitana de São Paulo entre 2009 e 2012.

Segundo o jornal Diário do Grande ABC, o político estava internado no Hospital Brasil, em Santo André, por complicações hepáticas. Ele também se recuperava de sequelas em decorrência da Covid-19, que contraiu em maio do ano passado. Procurado pelo UOL, o hospital não quis se pronunciar.

Em nota, o atual prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), disse que Ravin "deixa legado como médico da nossa rede municipal de Saúde e também como gestor público".

Retrato de Ravin, que veste uma camisa branca e sorri para a foto
Aidan Ravin, então vereador e candidato à Prefeitura de Santo André - Rivaldo Gomes - 23.out.2018/Folhapress

A Câmara Municipal da cidade, onde o velório aconteceu na tarde de domingo, emitiu nota em que presta "homenagem ao homem de fé, ao médico e a autoridade política que o Dr. Aidan foi para história da nossa cidade". O velório foi restrito a familiares e autoridades. O sepultamento ocorreu nesta segunda-feira (11).

Governador de São Paulo no período em que Ravin era prefeito de Santo André, Geraldo Alckmin (PSDB) qualificou o político como "servidor do povo". "Guardo boas lembranças, estava sempre de bom astral. Grande perda, fará muita falta. Nossas orações e sentimentos", disse o ex-governador em nota.

Derrotas pós-mandato

Em 2012, Ravin tentou permanecer na prefeitura, mas foi derrotado por Carlos Grana (PT). Em 2016, não conseguiu chegar ao segundo turno.

No ano passado, por questões de saúde, desistiu de ser vice de Ailton Lima (PSB) e tentou uma cadeira na Câmara Municipal, mas não foi eleito. Ravin foi vereador em Santo André entre 2005 e 2008.

Internação por covid-19

Segundo o jornal, Ravin ficou internado entre maio e agosto do ano passado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) por causa da Covid-19. Ao longo da campanha, ele precisou ser internado novamente. Nos últimos dias, a situação se agravou e a equipe médica chegou a sugerir transplante de fígado, ideia descartada em razão das sequelas do novo coronavírus.

Ravin nasceu em Santo André em 25 de novembro de 1961. Ele era casado e deixa dois filhos.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.