Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
23/08/2010 - 15h37

Com palanque duplo em SP, Dilma faz campanha ao lado de Paulo Skaf

Publicidade

DANIELA LIMA
DE SÃO PAULO

Depois de turbinar agendas em São Paulo no último fim de semana na tentativa de, ao lado do presidente Lula, alavancar a campanha de Aloizio Mercadante (PT) ao governo do Estado, Dilma Rousseff, candidata petista à Presidência da República, dedicou a manhã de segunda-feira a Paulo Skaf, candidato ao Palácio dos Bandeirantes pelo PSB, que faz parte de sua base aliada.

Acompanhe a Folha Poder no Twitter
Conheça nossa página no Facebook

A ex-ministra disse que não havia constrangimento em marcar presença em palanques adversário na disputa estadual.

"Acho que nós temos candidatos muito preparados em São Paulo. E não vejo nenhum problema. Não concordo é em manter por mais quatro anos no governo um partido que está há 16 anos, e não avançou muito na educação, por exemplo", disse Dilma, em crítica ao principal adversário de Mercadante e Skaf, o tucano Geraldo Alckmin, líder isolado nas pesquisas de intenção de votos.

Dilma esteve com Skaf, que é presidente licenciado da Fiesp, na escola Senai Roberto Simonsen, no bairro do Brás, região central da capital paulista. "Hoje ela visitou aqui um exemplo que eu implantei aqui há quatro anos: ensino médio com curso técnico. Ela viu São Tomé, porque muitos candidatos falam, falam e falam, mas uma coisa é o discurso outra coisa é a realidade. Aqui ela viu resultado", afirmou Skaf.

Segundo ele, quase R$ 30 milhões foram investidos na escola. O candidato do PSB disse que não havia constrangimento em ter Dilma Rousseff como aliada. "Ela mesma disse que apoia dois candidatos em São Paulo", afirmou.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página