Descrição de chapéu Brasil China

Folha realiza primeira edição do seminário Brasil-China; confira a programação

Evento, que acontece nos dias 5 e 6 de setembro, discute acordos estabelecidos nos últimos anos e desafios para o futuro

São Paulo

A Folha realiza, nos dias 5 e 6 de setembro (quarta e quinta-feira), a primeira edição do seminário Brasil-China.

No evento, serão abordadas questões relacionadas a acordos comerciais e projetos estabelecidos entre os dois países nos últimos anos, bem como os desafios para o futuro. Temas como exportações, comércio eletrônico e inovação estarão na pauta dos debates.

O presidente Michel Temer em aperto de mão com Xi Jinping, presidente da China, durante encontro do G20 em setembro de 2016 - AFP

Em 2017, a China foi o maior comprador de produtos brasileiros. Dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI) mostram, no entanto, que o Brasil, país protagonista nas commodities, poderia aumentar suas vendas em até R$ 24,7 bilhões se ampliasse a oferta de produtos.

Outro ponto importante é a competitividade nacional diante do investimento chinês.

No início deste ano, a chinesa Didi Chuxing, plataforma de transporte por aplicativo, adquiriu o aplicativo de transporte urbano 99. A ação resultou no primeiro caso de "unicórnio" brasileiro, nome dado a startups com valor de mercado superior a US$ 1 bilhão.

O evento, que tem patrocínio da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), da Caoa Chery e do Banco Modal e conta com apoio da Confederação Nacional das Indústrias (CNI), acontece a partir das 8h30 no Rooftop 5 & Centro de Convenções (rua Coropé, 88, Pinheiros), em São Paulo.

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas através do site Folha Eventos. Veja a programação abaixo.

SEMINÁRIO BRASIL-CHINA

Dia 5 de setembro (quarta-feira)

CREDENCIAMENTO E WELCOME COFFEE

HORÁRIO: 8h30 às 9h30


ABERTURA

HORÁRIO: 9h30 às 9h50

PARTICIPANTE: embaixador Roberto Jaguaribe, presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil);


MESA 1: Diversificação da pauta exportadora

HORÁRIO: 9h50 às 10h50

PARTICIPANTES: Carlos Eduardo Abijaodi, diretor de desenvolvimento industrial da CNI; Yu Yong, cônsul comercial do Consulado Geral da China em São Paulo; Roberto Dumas Damas, professor de economia internacional e economia chinesa no Insper


MESA 2: Evolução da pauta de exportações do agronegócio 

HORÁRIO: 10h50 às 11h50

PARTICIPANTES: Eduardo Leão, diretor-executivo da Unica (União da Indústria de Cana-de-Açúcar); Marcio Alessandro de Oliveira, responsável pelo setor de concessões do Banco Modal; Roberto Brant, presidente do Instituto CNA da Confederação da Agricultura e Pecuária


BRUNCH

HORÁRIO: 11h50 às 12h30


MESA 3:  Comércio eletrônico brasileiro e o mercado chinês

HORÁRIO: 12h30 às 13h30

PARTICIPANTES: Augusto Castro, gerente do Núcleo China da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil); Leonardo Palhares, presidente da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net); Marcel Motta, diretor no Brasil da consultoria britânica Euromonitor International, especializada em pesquisas sobre o mercado de bens e serviços  

 

Dia 6 de setembro (quinta-feira)  

CREDENCIAMENTO E WELCOME COFFEE

HORÁRIO: 8h30 às 9h30


ABERTURA

HORÁRIO: 9h30 às 10h45

PARTICIPANTES: Aloysio Nunes, ministro das Relações Exteriores; Blairo Maggi, ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; Li Jinzhang, embaixador da China no Brasil


MESA 1: Investimento chinês e competitividade nacional

HORÁRIO: 10h45 às 11h50

PARTICIPANTES: Larissa Wachholz, sócia do grupo de consultoria Vallya; embaixador Roberto Jaguaribe, presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil); Thomaz Machado, presidente da consultoria ChinaInvest


BRUNCH

HORÁRIO: 11h50 às 12h40


MESA 2:  Cooperação Brasil-China para inovação

HORÁRIO: 12h40 às 13h40 

PARTICIPANTES: Clelio Campolina, ex-ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, professor emérito e ex-reitor da UFMG; Gilberto Kassab, ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações; Sheila Oliveira Pires, superintendente-executiva da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec)

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.